> VAMOS BARRAR AS PRESSÕES DA OXITENO | Sindipolo

VAMOS BARRAR AS PRESSÕES DA OXITENO

PUBLICADO:

O que a Oxiteno quer, é que os trabalhadores abram mão de direitos descumpridos em mais de 17 anos com jornada de turno de 12h, sem acordo coletivo. Isto significa abrir mão de 6 horas extras por dia trabalhado, ou cerca de 95% de um salário por mês que a empresa não está pagando aos turneiros, conforme decisão do TRT. Soma-se a isso, as incidências sobre o 13º, férias, abono de férias, FGTS, e outros. É um significativo montante que a Oxiteno deve aos turneiros.

Imaginem o montante de dinheiro que a Oxiteno deve e terá que pagar aos trabalhadores, mesmo considerando que será referente aos últimos cinco anos. QUEM, EM SÃ CONSCIÊNCIA, ABRIRIA MÃO DESTE DIREITO? Mas a Oxiteno insiste em obrigar os turneiros a abrirem mão deste direito.

INICIATIVAS DO SINDICATO

O Sindicato já tomou  variás providências para impedir o que ela está tentado. São iniciativas no TRT, na Justiça do Trabalho e no Ministério Público do Trabalho.

Mesmo que os cerca de seis trabalhadores por turno  não tenham condições de se negar a “pedir” a desistência, a Justiça deverá ignorar eventuais pedidos. O MPT e a Justiça do Trabalho sabem das pressões e ameaças que a Oxiteno vem fazendo sobre os turneiros.

OXITENO REPETE A PRESSÃO

A Oxiteno já obrigou os trabalhadores a se manifestarem desistindo da Ação Coletiva em Primeiro Grau e a Justiça ignorou estes pedidos. Desta vez mesmo que, por ventura 100% dos turneiros, por pressão e ameaça da Oxiteno, se “manifestem” pela desistência, temos a convicção de que a Justiça, mais uma vez, vai ignorar as manifestações.

O  TRT já sabe o que a Oxiteno está fazendo, assim como a Vara do Trabalho de Triunfo e também o MPT. O Sindicato já tomou iniciativas junto a estes orgãos, fornecendo informações e provas sobre o ASSÉDIO da Oxiteno sobre os turneiro.

111111111111