> Turno Oxiteno: salário menor que o devido | Sindipolo

Turno Oxiteno: salário menor que o devido

PUBLICADO:

Na reunião dia 22, com cerca de 20 turneiros da Oxiteno, tratamos do regime de turno de 4 X 12. Até hoje, depois de 15 anos, continuam com uma jornada de trabalho de 12 horas e sem Acordo Coletivo. A recontratação dos turneiros em 1995, foi condicionada a aceitação do turno de 12h. Na reunião resgatamos a luta pela conquista da 5ª Turma, em 1989, que só foi assegurada através de uma greve de mais de dez dias, onde muitos trabalhadores foram demitidos. Foi conseguido um acordo assinado por todas as empresas, inclusive a Oxiteno. A 5ª Turma é uma conquista de todos. O Sindicato, e nem mesmo determinados segmentos de trabalhadores, tem o direito de ameaçar esta conquista.
Há uma preocupação entre os turneiros em relação a eventual mudança de regime de trabalho e redução do salário. Isto não poderá acontecer. Quem implantou o atual regime, assim como suas remunerações, foi a Oxiteno e depois de 15 anos, os atuais adicionais podem ser incorporados aos salários. Portanto, não poderá haver redução da remuneração. Como dá para perceber, o sistema de turno da Oxitemo tem muitas ilegalidades e os trabalhadores estão tendo uma remuneração bem abaixo do que a empresa deveria pagar.
 

Audiência no MPT  
Na audiência para a qual fomos intimados pelo MPT, na 5ª feira, dia 29, apresentaremos a situação de trabalho e remuneração dos turneiros da Oxiteno. O processo no Ministério Público foi aberto por iniciativa da empresa, que tentou “legalizar” a situação de trabalho dos turneiros. Como foi dito a todos na reunião no Sindicato, dia 22, a legislação está sendo frontalmente descumprida e os trabalhadores penalizados, a começar pela remuneração. Esta situação, do ponto de vista legal, é insustentável e não poderá continuar.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD