> Trabalhadores da Lanxess reagem contra retiradas de direitos | Sindipolo

Trabalhadores da Lanxess reagem contra retiradas de direitos

PUBLICADO:

A proposta de acordo apresentada pela empresa foi rejeitada contundentemente pelos trabalhadores e não poderia ter sido diferente. A proposta além de beirar a ilegalidade trazia consigo uma estratégia que, paulatinamente acabaria com outros direitos. A aposta na nossa divisão não deu certo, venceu a solidariedade e o senso histórico. Nas três unidades de elastômeros a rejeição foi de 95% em Pernambuco, 79% no Rio de Janeiro e 77% aqui no Rio Grande do Sul. Este resultado foi importante para todos os petroquímicos, pois estavam em jogo direitos consolidados da categoria. Na votação do acordo de turno que também estava em pauta foi aprovada a manutenção do atual acordo por unanimidade. Este deve ficar em acordo separado do geral.

Os trabalhadores não passavam por uma prova como esta há um bom tempo. A tentativa da Lanxess de iniciar retiradas de direitos foi barrada no tempo certo e com intensidade para não deixar dúvidas. A votação demonstrou inclusive que setores antes mais alinhados com a empresa se manifestaram contrários ao acordo, o que demonstra o quanto era absurda a proposta. No dia 7, a empresa foi comunicada oficialmente do resultado e da proposta aprovada que prevê a manutenção de todos os direitos atuais para todos os trabalhadores e reajuste de 8%.

111111111111