> TERCEIRIZADOS CONQUISTAM 7,8% DE REAJUSTE SALARIAL | Sindipolo

TERCEIRIZADOS CONQUISTAM 7,8% DE REAJUSTE SALARIAL

PUBLICADO:

A primeira proposta das empresas tinha sido de 5%, parcelados em junho e dezembro. Numa segunda reunião, a proposta apresentada foi de 5,5%, também rejeitada na mesa.

Frente a intransigência das empresas e a enrolação imposta à negociação, os trabalhadores decidiram pelo estado de greve. Nem isso foi suficiente para romper com a enrolação das empresas. Frente a isso, os trabalhadores decidiram entrar em greve para forçar uma proposta melhor.

A terceira proposta apresentada como definitiva pelas empresas e rejeitada pelos trabalhadores, que continuaram em greve, foi de 6,5% em duas parcelas.

No final e depois de três dias paralisados, os trabalhadores conquistaram 7,8% de reajuste salarial, com impactos nos demais itens financeiros, como auxílio-alimentação, horas extras, entre outos.

Manifestações

Os terceirizados realizaram diversas manifestações, que contaram com o apoio de outras entidades, entre elas o Sindipolo, os Metalúrgicos de Canoas e a CUT/RS. E foi somente a unidade e a disposição de luta dos trabalhadores que garantiram os avanços na proposta.

Em breve serão os trabalhadores diretos do Polo, que tem data-base em outubro, que iniciarão a campanha salarial. E, da mesma forma, a unidade, a disposição de luta e a solidariedade das demais categorias serão fundamentais para garantirmos uma boa negociação, com ganhos efetivos para a categoria.