> SINDIPOLO APOIA ATO DOS TERCEIRIZADOS | Sindipolo

SINDIPOLO APOIA ATO DOS TERCEIRIZADOS

PUBLICADO:

Os trabalhadores terceirizados do Polo Petroquímico realizaram, dia 16, uma para-lisação de cerca de três horas. A manifestação ocorreu  na via de acesso ao Polo e teve como objetivo pressionar as empresas contratadas e a Braskem (contratante) a negociarem um acordo para a parada de manutenção da PE-5.

A parada durará de cerca de 20 dias, com trabalhos 24 horas por dia e com a parti-cipação de 340 trabalhadores terceirizados.

Tentativas frustradas

Desde dezembro o Sindiconstrupolo vem tentando um acordo com as empresas. Mas as terceirizadas dizem que é com a Braskem, e esta, apesar de ter distribuído material com recomendações para a parada da PE-5, continua alegando que não se trata de “parada”.

Durante a atividade, o Sindipolo defendeu que os trabalhadores busquem esta-belecer as condições de trabalho, valor de HE, prêmios nas paradas e ouras questões, dentro do Acordo Coletivo. Isto evitaria um desgaste e negociações a cada parada.

Apoio de outras entidades

A manifestação, durou cerca de três horas, desde às 7h da manhã, e teve o apoio de outras entidades, como Sindicato dos Metalúrgicos de Canoas e Nova Santa Rita

Assembleia

Logo após o ato, que reuniu cerca dois mil trabalhadores, a categoria realizou assembleia, onde aprovou, por unanimidade, entre outras reivindicações:

– construção de um Acordo de Parada;

– pagamento das horas extras em 100%;

– prêmio de parada;

– garantia de condições adequadas na estrutura de transporte, alimentação, banheiros, etc.;

– condições de trabalho com segurança;

– nenhuma prática de assédio moral.

A proposta foi levada às empresas, tanto contratadas como à Braskem, e não estão descartadas novas paralisações e até greve, caso as empresas continuem com a posição que vem tendo até o momento.

111111111111