SINDICATOS COBRAM RIGOR NAS AÇÕES PREVENTIVAS

PUBLICADO:

As investigações das causas do acidente no 31-TQ-02 devem tratar de forma efetiva os acontecimentos. A gestão tão propagandeada de segurança precisa ser abordada em sua raiz. Não só os aspectos materiais podem ser levados em consideração. Os desacertos imensos que aconteceram devem remeter à Braskem e seus gestores, a uma profunda reflexão até mesmo de ordem multidisciplinar.

O grave acidente do tanque não pode ficar só nos registros da empresa. As re-presentações sindicais devem receber da empresa, os rela-tórios oficiais que contemplem todas as providências comprovadamente tomadas.

Os sindicatos, até por exigência legal (ex. NR13, NR20, etc.), estão atentos e não vão aliviar as cobranças. A Braskem tem que demonstrar, na prática, que está realmente tendo ações preventivas para garantir que ocorrências como esta a outras que expõem e põem em risco a vida dos trabalhadores não mais ocorrerão.

Não interessa aos sindicatos e aos trabalhadores um ambiente de tensão e preocupação com o permanente risco de acidentes.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD