> SAÚDE DOS TRABALHADORES | Sindipolo

SAÚDE DOS TRABALHADORES

PUBLICADO:

A redução do ambiente inseguro de trabalho e, consequentemente, do número de acidentes, depende de uma série de fatores e mudanças de princípios e práticas que orientam a ação em SSMA no trabalho. Estas ações passam por melhorias no treinamento e na motivação dos trabalhadores, adoção de medidas preventivas com investimentos em novas tecnologias em SSMA, alteração na postura da direção da empresa para reconhecer o problema, abrir espaços e apoiar a participação dos trabalhadores na organização e gestão do processo de trabalho e redução da jornada de trabalho.

Para contribuir com a superação das condições de trabalho aqui apresentadas e dialogar com a direção da Braskem sobre ações a serem implementadas para solucionar as difíceis situações enfrentadas atualmente na empresa, propomos:

Excluir dos acordos de Participação nos Lucros e/ou Resultados qualquer meta relacionada à acidente de trabalho, bem como qualquer outro tipo de avaliação com este tipo de tratamento;

Desburocratizar o acesso às informações pessoais e coletivas de trabalho;

Realizar monitoramento no ambiente de trabalho e mapeamento de risco, garantindo acesso aos laudos e programas de SSMA pelos Cipeiros e Sindicatos;

Emitir obrigatoriamente todas as CAT´s, havendo ou não afastamento de trabalhador(a) em decorrência do acidente, e exigir o mesmo tratamento das empresas terceirizadas;

Garantir a presença dos Sindicatos nas comissões de análises que envolvem acidentes de trabalho de todos os trabalhadores(as) próprios e terceiros;

Redução e controle do excesso de horas extras;

Aumento do investimento em SSMA com informações abertas aos sindicatos;

Realização presencialmente nas empresas dos cursos regulamentares, aperfeiçoamento e atualização técnica;

Desenvolver condições específicas para as mulheres trabalhadoras;

Desburocratizar a retirada dos EPI’s;

Democratizar nas relações interpessoais no ambiente de trabalho;

Fortalecimento da participação dos Cipeiros/GTB nos fóruns de discussão regional e nacional sobre o Benzeno;

Aumento dos postos de trabalho, priorizando as áreas de Segurança Industrial, Operacional e de Manutenção.

Acreditamos que, com este diagnóstico e propostas descritas, frutos de dois seminários nacionais, possam contribuir para que as questões que envolvem saúde, segurança e meio ambiente no trabalho passem a se constituir, de fato, em prioridades para a Braskem. Com isso, possa evitar os acidentes químicos ampliados, as mortes, mutilações e doenças ocupacionais e psicossomáticas. Ressaltamos ainda que é de fundamental importância uma efetiva política nacional de saúde, segurança e meio ambiente no trabalho, através do diálogo com os trabalhadores e trabalhadoras!