> REUNIÕES COM TURNEIROS | Sindipolo

REUNIÕES COM TURNEIROS

PUBLICADO:

No dia 21 de março iniciam as reuniões no SINDIPOLO, com os turneiros, onde iremos tratar da proposta de pauta para negociação do Acordo de Turno (veja calendário abaixo).

Entre as principais questões a serem tratadas estão:

Manutenção de todas as atuais conquistas;

Hora Extra da troca de turno;

Horas Extras do Transbordo;

Horas Extras nos feriados;

Aumento do efetivo de turno;

Melhorias no adicional de turno;

Total Hora Mês (THM) 160 horas;

Horas Extras de dobra de turno.

Além destas questões, tem o debate sobre a mudança ou não da TABELA DE TURNO. O segmento que defende a mudança, em princípio, busca como principal objetivo, a quebra dos sete ADM (os sete dias consecutivos do horário das 8h às 16h). Temos que começar a tratar a necessidade de alteração ou não da tabela a partir das reuniões de montagem da pauta.

 

ATENÇÃO TURNEIROS

CALENDÁRIO DE CONSTRUÇÃO E  APROVAÇÃO DA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DO ACORDO DE TURNO

 

Reunião com turneiros – no SINDIPOLO

Dia 21 de março, 18h30 – Grupos II e IV

Dia 04 de abril, 18h30 – Grupos I e II

Dia 11 de abril, 18h30 – Grupo V

Assembleias de aprovação da pauta

Dias 16,17 e 18 de abril – no Transbordo

 

OXITENO INSISTE EM PENALIZAR OS TURNEIROS

Agora, a Oxiteno quer  mudar o regime de trabalho de 4 grupos de 12 horas para um sistema de 5 grupos de 6 horas, e rebaixar os salários, ou para 4 grupos de 8 horas. A manifestação da empresa conseguiu aumentar a revolta e a indignação dos turneiros.

A empresa sabe que não pode rebaixar o salário bruto dos turneiros. O atual regime de trabalho de 4 x 12 foi implantado por ela à revelia de qualquer amparo legal. Portanto, a situação salarial atual já está consolidada como um direito adquirido. Tanto que a Justiça do Trabalho está decidindo pelo pagamento das horas extras a partir das sexta hora trabalhada.

A tentativa de mudança para 4 grupos de 8 horas não altera a atual situação dos turneiros. Mantém a atual jornada de trabalho. Além disto, o regime de 4 turnos de 8 horas foi derrubado pela categoria em abril de 1989, através de uma greve de 11 dias. Isto foi o que garantiu o atual sistema de 5 grupos de 8 horas.

Não vamos, em hipótese alguma, admitir ou sequer cogitar o retrocesso do sistema de 4 GRUPOS DE TURNO DE 8 HORAS. O regime de cinco grupos de turno de oito horas é praticado nas demais empresas do Polo e está consolidado para todo os trabalhadores do ramo químico e petroleiros no país.

 




DESENVOLVIMENTO BY
KOD