> REUNIÃO DE PLR E EFETIVO MÍNIMO OPERACIONAL NA VIDEOLAR-INNOVA | Sindipolo

REUNIÃO DE PLR E EFETIVO MÍNIMO OPERACIONAL NA VIDEOLAR-INNOVA

PUBLICADO:

No dia 16 março, o SIN­DIPOLO esteve presente na segunda reunião da PLR 2016 da Videolar-Innova. Nesta, a Comissão colocou a insatisfa­ção dos trabalhadores quanto a precarização deste novo mo­delo de acordo. Contudo, hou­ve até um começo de negocia­ção por parte da Comissão.

Nesta mesma reunião a Empresa informou que este modelo de acordo foi apresen­tado na Videolar-Innova (Ma­naus) e confirmou que lá todos gostaram e assinaram o acor­do. Porém, o Sindplast (Sindica­to Plástico Manaus) que representa a categoria, informou ao Sindipolo que não assinaram o acordo de PLR e tem críticas iguais às mesmas apresentadas aqui em Triunfo, como a meta de Ebitda e o pagamento so­mente de uma mísera remune­ração para valores de Ebitda na faixa de 70% a 110%.

A Videolar-Innova deixou clara a intenção de precarizar não somente a PLR como Be­nefícios. Estes trabalhadores garantiram a Innova receber vários prêmios, inclusive de rentabilidade, por isso, me­recem muito respeito desta nova controladora.

TAMBÉM OS BAIXOS EFETIVOS

É bom lembrar também, que a Videolar-Innova está com baixo efetivo mínimo operacional e tem havido pressão da gerência nos Supervisores para que não haja dobra de turno. Com isso, os grupos estão trabalhando muitas vezes abaixo do efetivo mínimo de segurança operacional. Infelizmente esta redução de custo, associada pela pressão do trabalho, está le­vando os trabalhadores da Videolar-Innova a um esgotamento mental e isto poderá acarretar incidentes e acidentes.