REUNIÃO COM A INNOVA TRATOU DE DIVERSOS TEMAS

PUBLICADO:

No dia 12 de junho o Sindipolo esteve reunido com a Innova para tratar de várias reinvindicações dos trabalhadores, como Assédio Moral, Plano Cargos e Salários, atraso nos Exames Periódicos, Treinamento, Efetivo, entre outros. A empresa informou que nos dias anteriores à reunião, o gestor de RH havia feito reuniões com os grupos de trabalhadores e nestas foram confirmadas as demandas que têm sido apresentadas pelo Sindicato à empresa.

Na reunião, a Innova reconheceu os problemas e estipulou um prazo para implementar mudanças que de fato possam resultar em melhorias das condições de trabalho, de remuneração e, principalmente, o fim das pressões e do Assédio Moral. Entre as demandas dos trabalhadores também foi tratada a questão do pouco tempo para troca de turno. Esta é uma questão que o Sindicato irá debater melhor com os trabalhadores.

 

No dia 12 junho a Innova apresentou a metodologia e as metas da PLR 2019 para a Comissão e para o representante do Sindipolo e se comprometeu de enviar por e-mail a apresentação para que todos os participantes da Comissão  possam informar melhor os trabalhadores.

Usando somente a meta de Ebitda podemos afirmar que novamente a Innova “inovou” ao apresentar o valor desta meta superior a 30% em referência a da PLR de 2018 num ano atípico na política, na economia, e internamente pela parada de todas as unidades da Innova por falta de matéria prima devido ao longo atraso da parada e ampliação da Unidade de Estireno.

A Gestão da empresa não apresentou o fechamento do semestre, mas informou o resultado parcial do Ebitda e este valor informado significa que, para atingir a meta anual de R$ 520,1 milhões estipulada em 100% o desempenho no segundo semestre tem ser algo em torno de 300% para uma PLR de 2,5 remunerações se atingir também as metas muito audaciosas de Ebitda por segmento de negócio (estirênicos), a meta de Despesas totais e a meta de estoque. Ficou agendada uma próxima reunião para daqui uns 20 dias e nesta esperamos que a Innova reveja este erro de estratégica porque não se trata de metas audaciosas e sim uma Missão Impossível que penaliza os trabalhadores.

 




DESENVOLVIMENTO BY
KOD