Retirada de patrocínio do CopesulPrev

PUBLICADO:

A retirada do patrocínio do Plano CopesulPrev, solicitada pela Braskem a Petros em agosto de 2009, foi homologada pela Previc no dia 26/04/2011. A partir disso, segundo a Lei Complementar 109, a Petros tem até 30 dias para informar a cada participante do Plano os valores a receber e quais serão as opções de resgate destes. Basicamente serão duas opções: o resgate dos valores em moeda com o desconto do IR; e a outra alternativa a da portabilidade deste valor, que não terá no momento o desconto do IR.

Quando ocorrer o recebimento desta carta da Petros, cada participante  terá até 90 dias para manifestar formalmente sua opção. Mas o quanto antes respondermos para a Petros, mais cedo será a conclusão do processo. O trabalhador que responder de imediato terá os valores disponibilizados em no máximo 30 dias na sua conta corrente, ou praticar a portabilidade para outro fundo de previdência complementar que for indicado pelo participante.

Fique atendo aos valores

Não poderá ficar nenhum valor residual no Plano CopesulPrev, pois ele está sendo liquidado. Todo o valor terá que ser distribuído entre os participantes. O participante tem que estar atento aos seus extratos. Quem não tem deve solicitar junto a Petros.

Temos que lembrar ainda o “SERVIÇO PASSADO” (tempo do trabalhador de 1995 até agosto de 2004, quando iniciaram as contribuições ao CopesulPrev). Para este período ficou o compromisso da empresa (Copesul e após Braskem) de realizar os depósitos ao CopesulPrev, parte da patrocinadora e do participante. A Braskem já manifestou que irá depositar as contribuições referentes ao período de 1995 a 2004.

Então quando cada participante receber a Carta deverá conferir atentamente os valores. Qualquer dúvida, entrar em contato com a Petros ou com Sindipolo.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD