REDE DE TRABALHADORES DA OXITENO

PUBLICADO:

Dando prosseguimento às ações que objetivam organizar e consolidar a Rede de Trabalhadores(as) da Oxiteno, ocorreu na sede da CNQ/CUT em São Paulo, nos dias 17 e 18 de outubro, mais uma reunião com a participação de dirigentes sindicais de algumas Unidades Industriais do Brasil e Uruguay, com a participação também (por vídeo conferência) de representantes do Sindicato de Trabajadores de la Industria Quimica-PIT-CNT (STIQ) e da Industriall Global Union de Montevideo, no Uruguay, e de Genebra, na Suíça.

O SINDIPOLO e os demais representantes dos trabalhadores debateram os temas mais relevantes contemplados em unidades da Oxiteno que estavam representadas no encontro. Mais uma vez ficou evidente que, com raras exceções, os relatos das demandas são similares e, por isso, as soluções devem partir da criação de planos de ações que unifiquem as estratégias de lutas. Necessitam também de uma análise conjunta mais detalhada entre as representações, para que se possa, através de Rede de Trabalhadores, avançar em busca de melhorias a todos e ao meio ambiente de trabalho.

A Oxiteno é uma empresa química com atuação global, presente nas Américas, Europa e Ásia, com unidades industriais, centros de P&D, escritórios comerciais e distribuidores autorizados. Além do Brasil, possui Unidades Industriais no Uruguay, México, EUA e Venezuela, entretanto, o crescimento do grupo não tem trazido, na mesma proporção, mais benefícios aos trabalhadores, que denunciam inúmeros problemas enfrentados.

Entre os temas conjuntos mais abordados na ocasião deste encontro estiveram: Turno de revezamento; Adicionais de Turno; Periculosidade/Insalubridade; PLR; Terceirização/Primeirização; Aposentadoria Comum e Especial; Efetivo de Trabalhadores (Diretos/Terceirizados); Assistência Médica/Plano de Saúde; Plano de Previdência; Sindicalização; Brigadas de Emergência.

 




DESENVOLVIMENTO BY
KOD