PROPOSTA DE EXTRATURNO TEM QUE MELHORAR

PUBLICADO:

Para termos noção mais aproximada sobre o que contempla o montante que a Braskem pretende dispor para quitar as ações coletivas da Hora Extra da troca de turno, solicitamos um levantamento, através de amostragem de cerca de 450 turneiros do universo em torno de 750 da Braskem.

Em reunião com a empresa dia 3, o Sindipolo apresentou as simulações dos cálculos feitos pelo perito contratado pelo Sindicato, evidenciando que é preciso rever o montante pretendido pela Braskem para quitar as ações.

Pelos cálculos foi demonstrado de forma mais clara que o montante de R$ 15,5 milhões que a Braskem pretende desembolsar para quitar as ações coletivas no período de 2000/2011, está bem abaixo do que seria necessário. A empresa quer abranger todos os turneiros, independente de estarem ou não nos processos.

Além disso, para resolvermos a questão do EXTRATURNO, depende de uma evolução no tempo de 17 minutos a ser considerado como HE para  o futuro (de 2014 para frente).

Na semana que vem devemos ter outra reunião com a Braskem, onde deve ser formalizada uma proposta que trate dos períodos das ações coletivas de 2005, que considera o tempo de 2000 a maio de 2011; de maio de 2011 até o fechamento do acordo do EXTRATURNO e do fechamento do Acordo até os dois anos de sua vigência. Ao recebermos a proposta, vamos convocar as reuniões no Sindicato para detalharmos a mesma  e agendarmos as assembleias para apreciação pelos turneiros.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD