> PROPOSTA DE 9% DA LANXESS SERÁ APRECIADA EM ASSEMBLEIA | Sindipolo

PROPOSTA DE 9% DA LANXESS SERÁ APRECIADA EM ASSEMBLEIA

PUBLICADO:

Em reunião no dia 15 passado a empresa saiu da sua“proposta final” de 8,3% para 9%. Diferentemente das demais empresas do polo a LANXESS insiste no escalona-mento. O reajuste de 9% é para salários até R$ 6.685,02 e para os superiores a esse valor, um valor fixo de R$ 601,65 ou o INPC de 7,39%, o que for maior.  Os 9% reajustarão também o piso. Além disso, está propondo uma alteração na cláusula 22, parágrafo primeiro, corrigindo a redação de forma que fique claro que é em novembro o zeramento do saldo das horas extras.

Perdendo oportunidades

Na LANXESS discute-se neste ano, a rigor, somente o reajuste. Foi posto em pauta também a unificação com o acordo geral, mas a empresa alegou que as demais empresas poderiam atrapalhá-la tirando-lhe a oportunidade de tratar seus trabalhadores como eles merecem (!), pela influência de vontades administrativas de outras empresas.

Tivemos que ouvir no início desta campanha que os trabalhadores, segundo a LANXESS, teriam medo de ir para o acordo geral e a situação piorar, pois a empresa ficaria limitada ao acordo geral e deste modo não poderia implementar as suas melhores práticas. É a piada do ano. Quer dizer que em 2010, quando negociamos durante 10 meses a empresa perdeu oportunidades? E agora em 2011 novamente?

Da nossa parte não vamos perder a oportunidade de escancarar como uma empresa pode tratar do modo desigual os iguais e manter um acordo diferenciado e muito pior para a sua planta Petroflex. Um paralelo entre as práticas nas demais empresas (incluindo a LANXESS/DSM) – e a LANXESS/Petroflex mostrará como há oportunidades de melhoria no acordo.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD