> PRÊMIO DE PARADA É FUNDAMENTAL PARA OS TRABALHADORES | Sindipolo

PRÊMIO DE PARADA É FUNDAMENTAL PARA OS TRABALHADORES

PUBLICADO:

OUTRAS QUESTÕES – Na nossa proposta de Acordo de Parada tem ainda outras questões que são importantes para os trabalhadores, mas que estão sendo desconsideradas pela empresa. No entanto, reiteramos que o que mais justifica um Acordo, é um prêmio e o pagamento de horas extras com valor diferenciado   para os trabalhadores que atuam na parada. E foram exatamente estas duas reivindicações que não foram consideradas pela Braskem.

Lembramos que a Parada de Manutenção é um momento específico, onde há um alto grau de exigência e de comprometimento dos trabalhadores, com pressão pelo cumprimento de metas e prazos e, portanto, exige um regramento que contemple os trabalhadores em suas reivindicações.

REUNIÃO – No último dia 13 solicitamos à Braskem uma reunião com brevidade para tratar do Acordo de Parada. Mas até o fechamento desta edição, não havia ainda um retorno da empresa. A expectativa é que esta reunião aconteça ainda esta semana.

As Paradas já estão em andamento e exatamente esta semana entram em um de seus momentos mais críticos, que é a parada das unidades da UNIB. Em seguida terão inicio os serviços de manutenção, envolvendo principalmente o pessoal de operação e manutenção, SSMA e apoio. Portanto,  é fundamental que esta questão seja resolvida o mais rápido possível.

Cláusula Proposta pelo SINDIPOLO

HORAS EXTRAS: Todas as horas extras serão remuneradas com acréscimo de 150% (cento e cinquenta por cento) sobre o valor da hora normal, considerando-se os adicionais contratuais pagos aos trabalhadores. Quando houver necessidade de trabalho aos Domingos, a hora extra será acrescida de 200% (duzentos por cento) sobre o valor da hora normal e o trabalhador terá direito a folga na segunda-feira subseqüente. O pagamento das horas extras realizadas até o dia 10 (dez) do mês trabalhado será efetuado ao final do mesmo mês e das demais serão pagas no mês posterior à sua realização.

ITEM ESPECÍFICO DE PARADA NO PLR: Para cada trabalhador da Braskem, envolvido direta ou indiretamente nas Paradas de Manutenção, será incorporado ao seu PA-2014 uma “Meta de Parada”, a qual terá um peso de 40% (quarenta por cento) acima do valor já pactuado para o ano de 2014, ou seja, o valor da PLR 2014 que será pago nos primeiros meses de 2015, será de um valor coerente com a sistemática dos anos anteriores, acrescida dos 40% (quarenta por cento), em decorrência da meta de Parada.