> PLR: MAIS UM DESCASO DA BRASKEM | Sindipolo

PLR: MAIS UM DESCASO DA BRASKEM

PUBLICADO:

É inaceitável o descaso com que a Braskem trata a questão da PLR dos trabalhadores. Além de omitir informações importantes, a empresa trata com falta de respeito a Comissão criada para discutir o tema.

Depois de quase sete meses, foi realizada, no dia 24 último, a segunda reunião deste ano para tratar da PLR Braskem, a primeira referente  2012.  A última tinha sido realizada em janeiro, para tratar ainda do fechamento do terceiro trimestre de 2011.

Durante o encontro, a Braskem propôs modificações no cálculo da PLR. O que antes era EBITDA somente Braskem Geral (Brasil), com meta econômica de 50% para nossa PLR, agora está subdividida em dois percentuais: 15% é EBITDA Geral da Empresa Braskem (Brasil) e os 35% serão EBITDA das UNIB’s + UNPOL’s + Vinílicos. A soma dos EBTDA’s será os 50%.

Os trabalhadores propuseram colocar no Acordo, cláusulas que eliminem o tratamento que a Braskem pratica de tratar a PLR diferenciada entre UNIB e UNPOL. Geralmente a PLR dos trabalhadores da UNPOL é menor que os da UNIB, isto para o Grupo 1. Para o Grupo 2 (gerentes e diretores) este tratamento diferenciado não existe.

Afastados por doença ou acidente

Outro tema tratado foi melhorias nas cláusulas que definem a PLR dos trabalhadores afastados por acidente ou doença, pois da forma que está são penalizados duplamente, uma por estar acidentado e outra por ter sua PLR diminuída pelo motivo do acidente. Sobre este item, apesar da discordância explícita da Braskem, os trabalhadores deverão apresentar uma cláusula.

Quais são os valores?

Foi solicitado, ainda, a divulgação do  valor montante/total (em R$) que foi destinado pela Braskem para o pagamento PLR aos trabalhadores em 2012 (Grupo 1 + Grupo 2). A empresa diz que ainda não tem este valor fechado. Foi lembrado que o valor total a PLR 2011 foi de cerca de R$ 218 milhões. Este valor não foi totalmente distribuído.

É importante saber que, atualmente, somos em torno de 7.500 trabalhadores na Braskem. Destes, 95% estão no Grupo 1 da PLR. Os outros 5% são gerentes e diretores, pertencendo ao Grupo 2. Alguns fazem parte diretamente da “negociação” da PLR.

Na reunião, colocamos que já estamos praticamente em setembro e até agora ainda não conhecemos o valor da PLR. Nem o montante e nem o individual. Frente a isso, os gerentes de P&O (Pessoas e Organização) que fazem parte da Comissão afirmaram que dentro de no máximo 10 dias irão autorizar as chefias a divulgarem os valores individuais de PLR para cada trabalhador.

EBTIDA 2011

A Braskem informou também a meta de EBITDA para 2012 que é pouco maior que a meta de 2011.  Uma nova reunião sobre a PLR deverá ser agendada para daqui a cerca de 20 dias.

Companheiros, temos que dar apoio aos eleitos da Comissão, pois ele são nossos representantes e não substitutos. As decisões são de todos.

Uma explosão na Refinaria de Amuay, na Venezuela, deixou um saldo de 41 mortos e inúmeros feridos. A Refinaria é a maior do país e as causas do acidente ainda são desconhecidas. Entre os  mortos estão 18 membros da Guarda Nacional Bolivariana (GNB), encarregada da segurança da refinaria, civis, familiares dos guardas e ainda há corpos não identificados.

A onda expansiva da explosão afetou principal-mente o complexo onde estavam as famílias de um destacamento da GNB, assim como a várias comunidades próximas a Refinaria. No local, segundo a imprensa, podiam ser vistos veículos destruídos, cercas derrubadas e tanques de armazenamento gigantes em chamas.

A explosão ocorreu na madrugada de sábado, aproximadamente a 01h11, no horário local, (3h41 horário de Brasília), possivelmente provocada por um vazamento de gás e atingiu dois dos nove tanques de armazenamento. A explosão na área de armazenamento, foi em função de que o gás, pelas condições climáticas, ficou acumulado na área e, diante de uma fonte de ignição, explodiu. Depois da explosão, as atividades do complexo foram paralisadas e devem voltar a funcionar nesta semana.

Alerta geral

Mesmo ainda não conhecendo-se as causas do acidente, aqui no Polo fica um grande alerta. As recentes ocorrências envolvendo o 31-TQ-02 e o vazamento de butadieno, por sorte não se transformaram num grave acidente, que não queremos que aconteça.

Isto reforça a necessidade de apurar com rigor as causas destas duas ocorrências, para evitar que outras venham a acontecer.