> PLR BRASKEM PARA 2016 | Sindipolo

PLR BRASKEM PARA 2016

PUBLICADO:

Ocorreu neste 01/Abril a reunião da Comissão de PLR da Braskem. Nela os membros da Comissão, que representam os setores das Unidades da UNIB e UNPOL, tiveram informa­ções sobre os resultados parciais de 2015 e a meta econômica (EBITDA) para 2016. Uma reivindicação histórica parcialmente atendida foi a realização da reunião da Comissão de PLR dentro do primeiro trimestre do ano, sabendo-se que o ideal era reali­zar esta reunião antes do início do ano em discussão.

FECHAMENTO DA PLR 2015

A PLR da Braskem tem dois grupos de trabalhadores. O Grupo 2 formado pelos diretores e gerentes e o Grupo 1 com­posto por todos os demais trabalhadores.

O Grupo 2 ainda não teve seus valores definidos pela Braskem, o que deve ser resolvido para os próximos dias. O Grupo 1 já foi concluído as avaliações, sendo liberados as che­fias para informar os valores de PLR de cada trabalhador.

O valor do montante de PLR a ser distribuído aos mais de oito mil trabalhadores que estão empregados na Braskem não foi ainda revelado devido a indefinição dos valores da PLR dos gerentes e diretores.

A PLR será paga no final deste mês (abril) para os traba­lhadores que estão na ativa. Para os trabalhadores que foram desligados da empresa em 2015 (demitidos ou que pediram para sair) será pago a PLR proporcional ao período trabalhado no final de maio deste ano.

META DE EBITDA PARA 2016

A PLR Braskem é composta por duas bases de cálculo, cada uma correspondente a 50% do valor da PLR. Uma formada unica­mente pelo resultado econômico/financeiro chamado EBITDA e a outra pelo percentual do PA obtido individualmente, chamada pela Braskem de Parcela Operacional, estando neste percentu­al operacional a soma da controversa Parcela Atribuída. O que alguns trabalhadores ainda têm dúvida é que os percentuais do PA são multiplicados pelo resultado do EBITDA, o que leva a uma diminuição do valor total a receber a título de PLR, pois o PA dificilmente será de 100%.

O EBITDA geral Braskem (Brasil e exterior) para 2016 apre­sentado para Comissão foi de aproximadamente 70% maior que a meta de 2015, ficando ainda em torno de 25% maior quando comparado com o realizado também em 2015 que foi de US$ 2,7 bilhões.

Quando demonstrado os valores pretendidos pela empresa para EBITDA nas unidades UNPOL e UNIB (somente Brasil), os valores ficam 28% a mais para a UNPOL e 6,3% a mais para UNIB.

MELHORIAS POSSÍVEIS DA PLR

Nesta reunião alguns membros da Comissão solicitaram que a Braskem realize o pagamento da PLR ainda dentro do mês de março. Hoje este pagamento é feito no final de abril.

Solicitado também que os membros da Comissão tenham estabilidade enquanto representante dos trabalhadores na Co­missão. Outra proposta debatida foi a de a Braskem arque com os valores de Imposto de Renda que ainda incidem no valor de PLR, pois desde 2012 este imposto foi reduzido, sem diminui­ção do valor total a ser recebido pelos trabalhadores. Nesta questão surgiu a ideia de ver com governo e empresa a possibi­lidade de aplicar valores de PLR em previdência complementar (PGBL’s) e assim diminuindo a mordida do leão na PLR.

Ainda foi solicitada à Braskem que no cálculo da PLR o per­centual obtido no PA não seja multiplicado pelo percentual realizado na parcela econômica (EBITDA), pois é de conheci­mento de todos que o PA dificilmente será de 100%, e assim reduzindo os 50% da parcela econômica. Entendemos que ambas as parcelas que compõem o valor total da PLR sejam independentes.

Próxima reunião de PLR deve ocorrer nos próximos meses, onde será revelado o montante (R$) pago de PLR a todos os trabalhadores e também um retorno das solicitações apresen­tadas pela Comissão.

 




DESENVOLVIMENTO BY
KOD