> PLR / 2011 : BRASKEM ESCONDE RESULTADOS | Sindipolo

PLR / 2011 : BRASKEM ESCONDE RESULTADOS

PUBLICADO:

Novamente os controladores da Braskem (Ode-brecht) escondem os verda-deiros resultados. Recente-mente compraram várias empresas pelo mundo, e dizem que ainda tem espaço para comprar outras. Em contrapartida, nos penalizam na PLR, querendo pagar valores abaixo do divulgado, que já são baixos.

A empresa se queixa do mercado e sua globalização quando é para pagar salários e PLR aos trabalhadores. Mas festeja quando esta mesma globalização oferece empresas para serem compradas pelo mundo a fora.

Isto faz lembrar a famosa frase de um ex-ministro do governo FHC, “o que é bom a gente fatura, o que é ruim a gente esconde”.

Nesta reunião foi solicitado que o pagamento da PLR ocorresse no mês de março. A empresa se comprometeu a pagar logo após o pagamento dos dividendos aos acionistas, como fez anos anteriores.

Também foi pedido pela Comissão que a parte dos R$ 218,5 milhões (montante total da PLR 2011) que não for distribuída, seja recalculada proporcionalmente aos PA’s e redistribuída. A empresa negou e o que não for distribuído volta aos acionistas.

Está estampando na tabela abaixo que a diferença dos valores de pagamento de PLR entre UNIB e UNPOL tem que acabar. Nós trabalhamos para uma única empresa.

Basta de discriminação!

A Braskem se vangloria de seu tamanho para seus acionistas e clientes, aplica o que ela chama de sinergia para melhorar seus resultados, mas quando se trata dos trabalhadores, quer a nossa divisão para nos enfraquecer. Temos que estar unidos e termos as mesmas bases salariais e os mesmos níveis de PLR.

Nesta reunião também foi solicitado aos gerentes da Braskem, que para 2012, sejam retirados das metas de PA, os indicadores de acidentes, com afastamento ou sem afastamento (CAF e SAF). Esta prática só mascara o tamanho do “remédio” que dever ser utilizado em cada fábrica, aumentando o perigo na empresa.