> PLANO PETROS LANXESS | Sindipolo

PLANO PETROS LANXESS

PUBLICADO:

Em reunião no dia 11 de março os sindicatos (PE, RJ e RS) foram informados da intenção da empresa em trocar a administração do plano PETROS. Esta troca seria feita através de uma concorrência com a chamada de cinco das principais operadoras de previdência privada no Brasil, entre elas a própria Petros.

A empresa afirma categoricamente que não haverá alteração no plano, tanto na sua forma de reajustes e concessão de benefícios, quanto na forma de contribuição. Demonstrou grande preocupação com eventuais mal entendidos que levassem alguém a interpretar sua atitude com fim do patrocínio. Importante dizer que um “fim de patrocínio” seria um descumprimento de contrato com os trabalhadores e significa-ria um grave rompimento.

A grande queixa da LANXESS é quanto ao modelo de gestão da Petros, que não permite uma maior participação na gestão. Entre as irregularidades apontadas, no entendimento da LANXESS, estaria o alto percentual de ativos aplicado em fundos de alto risco, inapropriado para o estágio do plano. Este seria inclusive o entendimento de consultorias feitas com res-peito ao tema.

Os mais interessados na saúde do plano

A “saúde” do Plano é que garante a tranquilidade aos1.826 participantes e à patrocinadora. Estamos falando de tranquilidades diferentes obviamente, pois os 1.684 assistidos do plano já tem nele uma garantia de aposentadoria plena.

Quando a LANXESS fala em “Ajustes na estrutura de gestão”; “proteger o patri-mônio e a saúde financeira”; “reduzir a exposição a riscos atuariais”, entre outras intenções, estas são em tese as mesmas intenções e preocupações dos participantes. Apesar de haver interesses comuns, eles são incomparáveis na sua intensidade.

Se para assegurar maior segurança no plano for preciso trocar o administrador, também os participantes devem participar deste processo. Esperar uma simples concordância dos participantes é pedir demais, principalmente pelo comportamento da empresa nos últimos anos. Uma empresa que ataca direitos históricos e demite dirigentes sindicais, não pode esperar que haja, por parte dos trabalhadores participantes, uma plena confiança. Muito antes pelo contrário.

Reunião com a PETROS

No mesmo dia da reunião com a LANXESS conseguimos reunião emergencial com a PETROS que, em resumo, defendeu a sua permanência na administração, mas reco-nhece o direito da empresa em escolher outra administradora. Este posicionamento ocorreu, no entanto, antes da posição da LANXESS ser analisada pelo conselho.

 

Reuniões de esclarecimento

Aqui em Triunfo, a LANXESS está chamando para reuniões que ocorrerão nos dias 26 e 27 de março em Porto Alegre no Plaza São Rafael (Av. Alberto Bins, 514), das 10 às 12 horas.

DEFESA DO PLANO – O SINDIPOLO está avaliando juntamente com o jurídico a situação. A experiência acumulada sobre a questão de previdência complementar – PETROS nos permite, neste momento, ter cautela.Questionamentos a respeito podem ser encaminhados ao email do Sindipolo: sindipolo@terra.com.br.

Participaremos no dia 26 de março da reunião em Porto Alegre. É preciso estar atento às chamadas do Sindicato, pois discussões e ações poderão ser chamadas a qualquer momento.

111111111111