> Plano PETROS | Sindipolo

Plano PETROS

PUBLICADO:

De acordo com o que foi tratado na audiência pública no Ministério Público Federal sobre o Plano PETROS, começam algumas mudanças de rumo nos encaminhamentos.

Uma delas é o reenvio, agora com AR, dos Termos de Opção para o destino dos Fundos Individuais de Retirada. Com isso, recomeça a contagem do tempo, a partir do recebimento destes termos pelos participantes para 90 dias.

Destaca-se em relação a isso que àqueles participantes que já tem o Termo, fica a seu critério o envio do mesmo assinado com sua opção na data que cada um entender adequada.

Continua em aberto ainda uma questão fundamental e indispensável, que é a correção dos Fundos Individuais de Retirada pelo IPCA + 6% de outubro de 2012 para frente.

Outra questão importante também é referente ao pagamento dos benefícios Petros aos cerca de 50 aposentados/ desligados da Braskem em final de 2014, início de 2015. O pagamento do benefício a estes trabalhadores, inclusive retroativo a data de seus desligamentos, deve ser efetuado com urgência, pois alguns já passam por sérias dificuldades.

Em contato com a PETROS durante esta semana, reiteramos o atendimento a estas duas questões, correção dos Fundos Individuais de Retirada pelo IPCA + 6% e pagamento dos benefícios aos cerca de 50 aposentados/desligados desde final de 2014 início de 2015. A PETROS ficou de dar retorno.

Lembramos ainda que entre outras questões estes dois pontos foram fortemente debatidos na audiência do MPF no dia 5 de março e devem ter uma solução urgente. Ainda com relação ao Plano, a PREVIC dispensou o administrador especial

(interventor) com poder de intervenção nos planos PETROS/ COPESUL e PQU, conforme Portaria do órgão nº 128, de 3 de março de 2015. Com isto é encerrada a administração especial da PREVIC nos respectivos planos. Assim, a PETROS volta

a responder por qualquer questão em relação aos planos.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD