> Plano de Saúde Bradesco | Sindipolo

Plano de Saúde Bradesco

PUBLICADO:

Contatamos, no dia 8 de agosto, a empresa para tratarmos de uma situação que merece especial atenção. Nós, em diversas reuniões com a empresa, enfatizamos a discordância (referendada pela ANS) a respeito da mensalidade paga pelos aposentados ao Bradesco.

Muitos destes aposentados não incluíram no seu plano de saúde, alguns dependentes, tendo em vista o alto custo que isto ocasionaria. Hoje, com o novo desenho do plano, alguns destes aposentados têm nos procurado, vislumbrando a possibilidade de inclusão de dependentes, tendo em vista o pagamento ser feito agora por faixas etárias.

Como já ocorreu a possibilidade para novas inclusões dos que não aderiram no início do plano, estamos buscando a ampliação deste procedimento. Se formos analisar os números, passar de R$ 199,69 para R$ 92,46 a mensalidade de um dependente de até 23 anos, é muito significativo para os aposentados.

Como se abriu, por provocação do Sindipolo, a oportunidade para novas inclusões, e entendendo que muitos foram prejudicados pelos preços ora reformados, é que buscamos esta reparação. Com certeza, se os preços fossem adequados no princípio da vigência do plano, muitos teriam seus dependentes inscritos no mesmo.

É salutar que além das inclusões destes dependentes, prejudicados no princípio, possamos também buscar, de forma reparadora, a devolução do que foi cobrado a mais nas mensalidades do Bradesco até maio deste ano.

No dia 16, em reunião com a Braskem, fomos informados da negativa da empresa em abrir a possibilidade de novas inclusões. O Sindipolo já agendou reunião com a ANS, onde tem um procedimento em andamento, com objetivo de buscar subsídios para que não se perpetue mais uma injustiça de quem se acha no direito de fazer as próprias leis.