> PARADA PLANTA II/UNIB: RESPEITO E REMUNERAÇÃO JUSTA | Sindipolo

PARADA PLANTA II/UNIB: RESPEITO E REMUNERAÇÃO JUSTA

PUBLICADO:

A parada para manutenção da planta 2 de Olefinas da UNIB-RS está se aproximando, mas a diretoria e gerencia da Braskem ainda não se deram conta que sem trabalhador a parada não acontece.

A Braskem monta um teatro, não escuta seus técnicos e engenheiros, menos presa as representações sindicais e toda a experiência já vivida nas paradas anteriores. A empresa está sofrendo de amnésia repentina, pois recentemente em paradas de suas outras unidades teve “contratempos”desnecessários quando não soube tratar com respeito, dignidade e justiça nas remunerações os trabalhadores diretos e terceirizados.

Estamos a mais de sessenta dias solicitando reunião com ela para podermos expor nossas condições para execução desta parada. Ela vem fazendo aquilo que mais gosta, empurrar com a barriga. Os trabalhadores sabem realizar uma parada como ninguém, só que desta vez é preciso estabelecer condições adequadas para realização

A Braskem vem tentando enrolar as representações sindicais dos trabalhadores diretos e terceirizados (Sindipolo, Sindiconstrupolo e Sindicato dos Metalúrgicos de Canoas) querendo ganhar tempo com cartinhas dizendo que tratará separadamente as condições de trabalho na parada. Isso como se o trabalho não fosse executado em conjunto entre os trabalhadores diretos e indiretos.

É certo que ela está perdendo tempo, pois a parada se aproxima, os problemas levantados pelos três sindicatos são comuns a todos os trabalhadores, portanto devem ser tratados conjuntamente entre os três sindicatos, com a Braskem e as prestadoras de serviços.

Os trabalhadores diretos da Manutenção e Operação que atuarão na Parada, bem como os demais setores envolvidos, têm direito aos “prêmios”.  As gerências estão falando que tal condição está no PA. Mas esta é uma condição enganosa. Desta forma pagam com uma mão,  e tiram com a outra. Sabemos que a regra do PA com a PLR é um engodo. Queremos respeito às NR’s, segurança na área, que parem de esconder os acidentes, remuneração justa de horas extras e prêmio. Temos tempo para negociar o acordo antes da Parada, só depende da Direção da Braskem.

No quadro abaixo estão alguns dos principais pontos  sobre as condições de trabalho na parada que estamos buscando negociar com a Braskem.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD