> OXITENO RECONHECE QUE O 4 X 12 É ILEGAL E TERÁ QUE PAGAR O QUE DEVE | Sindipolo

OXITENO RECONHECE QUE O 4 X 12 É ILEGAL E TERÁ QUE PAGAR O QUE DEVE

PUBLICADO:

As atitudes da Oxiteno com os turneiros é uma evidente demonstração de que ela reconhece que o regime de trabalho de turno em quatro grupos de 12 horas é ilegal. Sabe que a Justiça vai manter a decisão neste sentido.  Também, que deve um montante significativo de dinheiro aos trabalhadores e terá que pagar.

Isto explica todo seu desespero, forçando os turneiros a desistirem da ação, inclusive com a assinatura de dois documentos redundantes: a procuração e a declaração de que querem desistir da ação, após a decisão do TRT.

A pressão e as ameaças pela desistência começaram com a ação coletiva ainda no  primeiro grau. Se aprofundaram com a decisão do TRT favorável aos trabalhadores, onde considerou que o regime de trabalho é ilegal e que a Oxiteno tem que pagar o que deve aos trabalhadores.

Depois desta decisão, a Oxiteno, além de obrigar os turneiros a assinarem procuração para ela encaminhar a  desistência da ação coletiva do Sindicato, também obrigou os mesmos a assinarem uma declaração confirmando o que já estava na procuração. É o desespero e o reconhecimento de quem deve e terá que pagar.

Considerando que o salário básico médio é de R$ 3.200,00, isso vezes 15 por ano, e durante os últimos cinco anos, representa em média, cerca de R$ 240 mil, mais incidências, juros e correção para cada turneiro.

 

PREJUÍZOS TAMBÉM À SAÚDE

Temos tratado a questão do turno do ponto de vista econômico. Isto é o que mais “sensibiliza” a Oxiteno. Mas tem outras questões, que para ela é indiferente. Referem-se à saúde e a vida social dos trabalhadores em função da jornada de turno de 12h. Neste momento, soma-se a isso, o ambiente de assédio sistemático da empresa sobre os turneiros.  Esta questão, inclusive, deve ter contribuído para o recente afastamento de dois turneiros por problemas de saúde.

 

RADICALISMO E AGRESSIVIDADE

O desespero da Oxiteno ficou ainda fortemente evidenciado no seu radicalismo e agressividade, inclusive com manifestações improcedentes e equivocadas,  na sustentação oral feita durante a audiência do TRT, como, por exemplo, que “o Sindipolo impôs aos turneiros, cinco grupos de turno de oito horas em 1989”. Esqueceu que houve uma greve que teve como resultado um Acordo Coletivo assinado pela Oxiteno e demais empresas de segunda  geração na época.

111111111111