> OXITENO INSISTE NA PRESSÃO E AMEAÇAS SOBRE OS TURNEIROS | Sindipolo

OXITENO INSISTE NA PRESSÃO E AMEAÇAS SOBRE OS TURNEIROS

PUBLICADO:

Desde o dia 13 de junho, a gerência da Oxiteno está desesperada com a decisão do TRT favorável aos trabalhadores em relação a questão do ilegal turno de 4 x 12.

Ainda em primeiro grau, ela tentou obrigar os turneiros a desistirem da ação, mas a Justiça ignorou. Com a decisão do TRT ela voltou com as ameaças e pressões, começando pelos líderes. Forçou os mesmos a assinarem uma procuração desistindo da ação. A Oxiteno sabe da fragilidade desta iniciativa e os advogados da sua eventual exposição. Agora os turneiros estão sendo obrigados a assinarem uma declaração “reforçando” seu pedido de desistência.

Nem todos líderes se sujeitam  ao “trabalho sujo”. Mas tem alguns que se submetem ao que a empresa quer. Resta saber se estes abrirão mão de tudo o que lhes foi deixado de pagar nestes mais de 17 anos.

O TRT condenou a Oxiteno a pagar horas extras a partir da sexta hora diária, que corresponde a no mínimo, 95% de um salário básico por mês a cada turneiro nos últimos cinco anos, e suas incidências sobre férias, abono de férias, FGTS, 13º e outras correções.

Todos sabem da situação frágil dos turneiros da Oxiteno, pois são cerca de seis por turno e a chefia faz um cerco e uma pressão “homem a homem”, sem dar margem a qualquer reação que se contraponha ao que a empresa quer.

O Sindicato já tomou providências junto ao TRT, a Justiça do Trabalho de Triunfo, ao Ministério Público do Trabalho, entre outros órgãos. Neste sentido, há provas de que se houver uma eventual desistência da ação coletiva por parte dos turneiros, isso só ocorreu por pressões e ameaças da Oxiteno.

Como já manifestamos, temos a convicção de que a Justiça do Trabalho e Ministério Público não admitirão o que a empresa vem fazendo com os turneiros. Também cuidaremos de que a Oxiteno responda por todas as suas ameaças e assédio aos trabalhadores. São práticas que vem desde 1995.