> NEGOCIAÇÕES ARLANXEO | Sindipolo

NEGOCIAÇÕES ARLANXEO

PUBLICADO:

No dia 29 de setembro, foram apresentadas todas as cláusulas da pauta de reivin­dicações dos trabalhadores da Arlanxeo, quanto ao Acor­do Geral. Alguns pontos que no momento são mais im­portantes foram destacados. Como já se vinha negociando em função da proposta da Arlanxeo de incorporação dos HPE ao acordo geral da TSR, algumas cláusulas já se encontram total ou parcial­mente atendidas, em função daquela negociação.

Importante lembrar que quanto a forma de negocia­ção com a empresa, no que tange as cláusulas do Acordo Geral que regula a vida laboral de TODOS os trabalhadores da Arlanxeo, foi feita a opção pelo acordo em separado das demais empresas do Polo. A própria pauta para o Acordo Geral já foi encaminhada ten­do este pressuposto.

Enquanto não se chegar a um acordo, valem as normas do acordo geral do Polo para os trabalhadores da HPE e as do acordo em separado para os trabalhadores da TSR.

CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE) E

DUQUE DE CAXIAS (RJ)

A mesma proposta que havia sido apresentada pela Arlanxeo para os trabalhado­res de PE foi apresentada na semana passada no RJ. O re­ajuste salarial proposto pela empresa é de 8,18% e abran­ge o piso, o auxílio excepcio­nal e auxílio creche, mas não contempla NENHUM reajuste para o “OMO” (auxílio odon­tológico, medicamentos e oftalmológico). Em PE os tra­balhadores baixaram a reivin­dicação do índice de reajuste para 12% em reunião ocorri­da na semana passada.

ACORDO DE TURNO

Quanto ao Acordo de Turno, a pauta não foi de­talhada, pois houve clara opção dos trabalhadores de turno pelo Acordo de Turno Geral do Polo e assim foi encaminhado. Com isso, as negociações sobre as questões do turno seguirão os ajustes na negociação do Acordo de Turno conjuntamente com as demais empresas do polo (Braskem e Videolar-Innova). En­quanto não se chegar a um acordo, valem as regras do Acordo de Turno Geral do Polo para os trabalha­dores da HPE e o Acordo de Turno da TSR para os turneiros da TSR.

É preciso ficar claro que estamos falando em pauta de reivindicações. Ela expressa a vontade da maioria dos trabalhadores de turno e como qual­quer pauta, não é garantia de que será alcançada integralmente e a Arlanxeo tentará sim, impor um acordo em separado.

A empresa “aceitou” a decisão que incorporou a HPE no que tange as cláusulas do Acordo Geral por que era de seu interesse, mas não cederá facilmen­te a vontade dos turneiros de ir ao Acordo Geral de Turno do Polo, mesmo sendo está a vontade de 92% dos turneiros.

 

 




DESENVOLVIMENTO BY
KOD