> NEGOCIAÇÃO SIM, PREJUÍZO AOS TURNEIROS, NÃO! | Sindipolo

NEGOCIAÇÃO SIM, PREJUÍZO AOS TURNEIROS, NÃO!

PUBLICADO:

Durante a semana passada, o SINDICATO foi informado que a Oxiteno entrou com um documento na Justiça, manifestando interesse em uma composição, ou seja, negociação, da ação que trata das 12 horas do turno. No documento, a empresa “informa que possui interesse nacomposição da presente demanda. Assim, requer se digne V. Exa. designar audiência de conciliação, suspendendo-se o julgamento dos embargos à execução e de impugnação à sentença de liquidação”.

O SINDIPOLO está, analisando esta questão junto ao jurídico, para definir  encaminhamentos.

Em relação a negociação, o Sindicato reitera que nunca se negou a negociar a questão do turno dos trabalhadores da Oxiteno. Da mesma forma, também em relação a quaisquer outras questões do interesse da categoria. O que o Sindicato tem como princípio, é não tomar qualquer atitude que possa resultar em penalizações e prejuízos aos trabalhadores.

Quanto ao pedido da Oxiteno, há que se ter muita atenção. Qualquer tratativa que venha a ser feita, deve serASSEGURADA ABSOLUTA GARANTIA DOS TURNEIROS SE MANIFESTAREM LIVREMENTE, SEM O RISCO DE AMEAÇAS E PENALIZAÇÕES.

Já na questão da ação, em dois contatos informais com a empresa, manifestamos que, se a Oxiteno quisesse uma composição na ação coletiva, o primeiro passo seria uma atitude dela de boa vontade, com a implantação dos cinco grupos de oito horas (5 x 8).

 

UMA REUNIÃO DESASTROSA

O primeiro encontro, em Porto Alegre, foi desastroso, com uma posição de forte prepotência e arrogância da empresa através de seu jurídico. Isso inclusive levou o Sindicato a pedir a suspensão daquela reunião, sob pena de inviabilizarmos qualquer outro encontro para tratar do tema. A partir disso, com o objetivo de tratar da implantação dos cinco grupos de turno de oito horas (5 x 8), solicitamos reunião somente com o RH da empresa, que aconteceu em São Paulo.

Nesta, mais uma vez, a empresa condicionou a volta dos 5 x 8 a uma negociação da ação coletiva. Novamente reiteramos que ela primeiro teria que ter uma atitude de boa vontade implantado os 5 x 8. Manifestamos, inclusive, que esta atitude criaria um ambiente favorável a eventual tratativa sobre a ação coletiva.

 

NÃO NOS NEGAMOS A NEGOCIAR

O SINDIPOLO nunca se negou a reunir com a empresa, sendo diretamente ou na Justiça. Só que jamais vamos tomar qualquer iniciativa ou aceitar qualquer condição que resulte em prejuízo dos turneiros da Oxiteno, principalmente considerando todo o prejuízo que já tiveram durante este cerca de 19 anos que trabalharam em turno de 12 horas.