> NEGOCIAÇÃO EXTRATURNO | Sindipolo

NEGOCIAÇÃO EXTRATURNO

PUBLICADO:

A Braskem formalizou,no dia 24, a proposta na qual mantém 17 minutos de EXTRATURNO para o passado e para o futuro. Para quitar o passado deve propor um montante a ser pago a todos os turneiros, a exceção dos ROIs, considerando o tempo proporcional de trabalho e o salário de cada turneiro de maio de 2011 até fechamento do Acordo. Aos ROIs seria considerado, para o pagamento, o tempo de maio de 2011 até o Acordo, em que este não era ROI.

Em relação ao tempo do futuro, mais uma vez reiteramos e insistimos na necessidade de um tempo maior, para garantir plenas condições da passagem de turno. A empresa, mesmo manifestando dificuldade em elevar este tempo, se propõe a avaliar a questão e a possibilidade de  avançar para um tempo além dos 17 minutos.

Ainda em relação ao tempo futuro, deixamos claro que, qualquer que venha a ser o tempo, seja garantida a manutenção de, no máximo, os atuais 15 minutos para chegada e saída das micros do Transbordo. Os tempos de chegada e saída no Transbordo hoje, inclusive, tem sido superior a 15 minutos. Esse desvio deve ser corrigido.

PROPOSTA CONSOLIDADA

Depois da reunião do dia 24, ficou acertado que ocorreria um novo encontro nesta semana, onde esperamos que a Braskem  apresente uma proposta consolidada sobre omontante referente a maio/2011 até o fechamento do acordo de EXTRATURNO e ao que ela propõe  para aquitação das ações coletivas. Além disso, que ela avance na proposta de tempo futuro para o EXTRATURNO, pois este será considerado como HE para passagem de turno por dia trabalhado. Reiteramos que qualquer que seja  o tempo, devem ser mantidos os atuais 15 minutos máximos de chegada e saída das micros no Transbordo.

 

PERSPECTIVA E SITUAÇÃO DAS AÇÕES COLETIVAS

Desde o indicativo da Braskem sobre a proposta que foi formalizada na semana passada, começamos a tratar com nossa assessoria jurídica e o seu perito, as perspectivas de sucesso nas ações coletivas, assim como, qual seria o montante necessário para o pagamento das ações em caso de julgamento favorável aos turneiros.

Hoje, no processo referente a Petroquímica Triunfo/PE 6 tem uma decisão que está sendo questionada pela empresa, de 10 minutos diários de Hora Extra na troca de turno. Já para o processo dos turneiros da PP 1 e PE 4 tem uma decisão de cinco minutos, também questionado pela empresa.

No que se refere a ação dos turneiros da UNIB (a exceção da Planta 2), ainda está para ser  decidido na Justiça se o Sindicato poderá ou não representar estes trabalhadores na ação coletiva. Sobre o tempo como HE, a decisão existente é que serão considerados os tempos do registro do cartão ponto. Esse registro ocorreu somente até 2008. De lá para cá a Braskem aboliu o cartão ponto.

111111111111