MORTE DE TRABALHADOR DA BRASKEM PE-8 EM SP

PUBLICADO:

Acidente com morte em SP chama atenção sobre as condições de trabalho e o risco também em outras regiões

No dia 11 de março um acidente durante uma ma­nobra no descarregamen­to do propeno na Braskem PE8, em Cubatão (SP), feriu gravemente um trabalha­dor, que veio a óbito dia 15.

Segundo apurou o Sin­dicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas da Baixada Santista, o mangote teria se soltado da carreta e, com a pressão, ricochete­ado o funcionário, que caiu no chão e quebrou o braço. Mais tarde, percebeu-se, que além do braço, houve uma pancada na barriga e o impacto teria causado uma hemorragia interna, o que seria a real causa da morte.

O Sindicato esteve reu­nido com a empresa, onde cobraram uma minuciosa investigação, com a devi­da participação da CIPA e acompanhamento do Sin­dicato.

Ficou evidente que o Sindicato continuará cobrando da Braskem ga­rantias na integridade dos trabalhadores e aplicação de medidas eficazes de Se­gurança.

Em outras regiões tam­bém há uma preocupação com a quantidade de aci­dentes graves que ocorrem na Braskem.

Não é segredo as más condição dos equipamen­tos disponibilizados pela empresa, que só vão para a manutenção, quando já esgotaram todas as pos­sibilidades operacionais, seja com vazamentos, seja com corrosões acentuadas, pondo em risco, não só os trabalhadores, mas tam­bém as comunidades em seu entorno.

Atrelado a isso, ressal­tamos que os últimos ba­lanços da Braskem mostram investimentos cada vez me­nores na área de segurança, muitos destes fatores foram citados na matéria ao lado. O resultado é a reincidência desses fatos lamentáveis.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD