> MONTENEGRO TENTA IMPOR SOMENTE O INPC | Sindipolo

MONTENEGRO TENTA IMPOR SOMENTE O INPC

PUBLICADO:

A Montenegro ignora as reivindicações e tenta impor um reajuste salarial de 6,08% (INPC) e um vale refeição de R$ 10,00. Sendo que os motoristas das  linhas regulares recebem um vale refeição de R$ 12,00.

Em reunião com os motoristas, o dono da empresa, fez uma vergonhosa choradeira,para justificar só os 6,8%. Tentou empurrar “goela à baixo” esta vergonhosa proposta.

A reunião,  comandada pelo dono da empresa,  iniciou com cerca de 60 motoristas. Mas foi sendo esvaziada, porque eles já não aguentavam tanta choradeira. Quando tinha em torno de 20 pessoas, a empresa tentou empurrar sua proposta.

A Montengro trata os motoristas como um bando de idiotas, que não tem qualquer discernimento e não raciocina.

Há uma enorme revolta e indignação represada entre eles.

A Braskem, como contratante, deve tomar uma drástica atitude com a Montenegro, para garantir um tratamento digno às reivindicações dos motoristas.

Já os motoristas da Turisilva, que também têm data base em janeiro, tiveram um reajuste de 7,5%, aumento real de 1,42% e correção do vale refeição.

Os motoristas da Montenegro buscam…

Reajuste salarial  de 9,08% (INPC  +  3% aumento real);

Periculosidade de 30%;

Adicional por Tempo de Serviço – ATS – de 5%;

Vale refeição de R$ 12,00 por dia trabalhado;

Cesta básica reajustada pelo INPC;

R$ 120,00 para os motoristas folguistas a partir de 1º/01;

Manutenção do atual acordo, entre outros itens.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD