> LANXESS – UNIFICAÇÃO A VISTA | Sindipolo

LANXESS – UNIFICAÇÃO A VISTA

PUBLICADO:

A LANXESS apresentou proposta de alteração no acordo firmado com a TSR. A iniciativa veio em consequência de alterações na estrutura da empresa já conhecida desde agosto do ano passa­do, mas foi apresentada apenas no dia 16 de dezembro de 2015 ao SINDIPOLO. Como é de praxe nas negociações com a empresa, a proposta veio com data para entrar em vigência (fevereiro) sem um período hábil para negociações.

A proposta quer fazer valer o acordo da TSR para a HPE. Para tanto, o acordo que era sempre propagandeado como tão bom quanto, ou até melhor do que o acordo geral, agora passou por “me­lhorias” para se equiparar em algumas cláusulas ao geral. É o caso das horas ex­tras do ADM que eram de 75% e foram elevadas a 100%. Além do famigerado banco de horas que recebeu remendos na tentativa de disfarçar sua essência que é o não pagamento de horas extras. Sim, pois é fato que a compensação hora por hora (!) por folgas em dias de neces­sidade do trabalhador são impossibilita­das, principalmente no turno, pelo baixo efetivo na fábrica.

As alterações mais radicais para o dia a dia dos trabalhadores se daria para os trabalhadores do turno.

CARTILHA COM

COMPARAÇÃO DOS ACORDOS

É importante que todos tenham ci­ência das particularidades de cada acor­do e possam compara-los. Neste exer­cício, contabilizar o que já se perdeu e avaliar os riscos que se corre no futuro, mantendo o atual tipo de acordo, é fun­damental. Para tanto vamos distribuir uma cartilha explicativa nos próximos dias, somando-se a informação via e­-mail já feita. Nela é feita uma análise histórica em termos de reajustes apon­tando para o resultado prático da ma­nutenção de um acordo em separado e se confronta os acordos vigentes através de tabela com disposição de cláusulas por temas. Disponível também no site: http://www.sindipolo.org.br/acordos/

Embora seja importante o conhe­cimento do conjunto dos acordos, com suas diferenças e alterações propostas, isto é apenas parte do que deve preo­cupar os trabalhadores. Uma visão his­tórica é necessária para deliberar corre­tamente sobre a questão.