> LANXESS – Reunião para discussão da campanha, dia 07/10, às 19h | Sindipolo

LANXESS – Reunião para discussão da campanha, dia 07/10, às 19h

PUBLICADO:

Concluída a discussão preliminar da Pauta de Reivindicações dos Trabalhadores

Concluída a discussão preliminar da Pauta de Reivindicações dos Trabalhadores, em reunião realizada nos dias 28 e 29 últimos, entre representantes do SINDIQUÍMICA, SIDBORRACHA e SINDIPOLO e a representação da Empresa. Até este momento, podemos afirmar que as propostas de avanço apresentadas pela Lanxess, para as cláusulas sociais, são muito menores do que a manifestada intenção de recuo, ou seja, as supressões de conquistas superam a disposição para avanços.

Alterações propostas

– Transformar o reembolso “odontológico” em plano de assistência odontológica, contratando a ONDONTOPREV. Sem entrar no mérito do plano, o fato é que hoje a maior parte dos trabalhadores usa os R$ 900,00 conforme a sua necessidade e por levantamento da própria empresa 70% o utilizam para medicamentos;

– Incorporar 2/3 da Gratificação de Férias no salário, somando 1/12 (um doze avos) do valor ao salário base de cada empregado;

– Banco de horas sem limite, pagando as horas acumuladas e não gozadas no mês de dezembro;

– Redução da estabilidade da gestante de 60 para 30 dias, após a licença maternidade;

– Fim do Adicional de Interinidade;

– Suspensão das liberações de Dirigentes, com ônus para a empresa;

– Há um compromisso de corrigir o Piso Salarial da Categoria por um percentual acima da correção salarial, adequando os percentuais das cláusulas que a ele fazem referência. Não foi definido o novo Piso;

– Percentual de remuneração das horas extras, realizadas de segunda a sexta-feira, passa de 50% para 75% a partir da primeira e reduz de 100% para 75% a partir da terceira hora. Posta em prática esta cláusula só é vantajosa se o trabalhador fizer 3 horas extras. Com quatro horas extras acaba sendo igual e a partir da quinta passa a ser desvantajosa.

– Correção do ticket alimentação em 10% (R$15,00), que está sem reajuste desde janeiro de 2007. Só de INPC são mais de 20% de perdas;

– Nos casos de demissões, a empresa comunicará aos sindicatos logo após a comunicação ao empregado;

– Assédio Moral: A empresa se compromete a dar maior divulgação e fazer cumprir o seu “código de conformidade legal e responsabilidade corporativa”, no tocante a esta questão;

– Compromete-se a não descontar as ausências do empregado estudante, para realização de exames vestibular, quando prestado no mesmo estado que o empregado está lotado;

 Reajuste Salarial de 5,29%  

A proposta econômica da Empresa está muita aquém do que a empresa tem condições de praticar, considerando o seu desempenho de produção, faturamento e situação financeira; A proposta foi rejeitada na mesa de negociação. O bom momento pelo qual o país está passando e considerando as negociações concluídas no primeiro semestre deste ano, levam a outro patamar de reajuste. Os reajustes praticados, na sua maioria, tem se situado em torno de 10%.

Quanto à “incorporação” da Gratificação de Férias, matematicamente, não ocorrerá prejuízo financeiro IMEDIATO, porém a Categoria conhece muito bem esta história incorporações; como a PL/DL 81, cujo percentual foi “incorporado” na década de 80 e o ATS, “incorporado” em 2004; Ambos desapareceram em pouco tempo, com a política salarial implementada pela Empresa. Vale lembrar que a companhia não tem um Plano de Cargos e Salários, que nos dê garantia de uma progressão salarial contínua, por isto, as ditas “incorporações salariais” são facilmente diluídas em curto espaço de tempo, razão pela qual estas “incorporações de direitos” para os Petroquímicos, tem significado “Extinção de Direitos”.

111111111111