> LANXESS na DSM: O MESMO DISCURSO | Sindipolo

LANXESS na DSM: O MESMO DISCURSO

PUBLICADO:

Todo começou assim, o mesmo discurso com pompa e circunstância: “Vocês trabalhadores são importantes para a LANXESS, contamos com vocês, vocês são os melhores, etc..” O dia a dia foi revelando o que a empresa realmente é. Na recém adquirida Petroflex a LANXESS havia acordado que o sindicato seria o primeiro a saber se houvesse necessidade de demissões. Quando ocorreram descumpriu o que acordou limitando-se a um comunicado ao sindicato no mesmo dia.

As piores práticas do mercado

Isso era apenas o começo, depois vieram os ataques a direitos e as tentativas de aplicar acordo com cláusulas discriminadoras. As condições de trabalho pioraram muito para trabalhadores diretos e terceirizados, o que faz com que o seu nome seja associado às piores práticas do mercado.

Os efeitos da incorporação da DSM tendem a ter conseqüências piores do que as sentidas na compra da ex-Petroflex. Primeiro porque se trata de uma incorporação o que pressupõe unificação de setores. Segundo porque comparada a Braskem, protagonista da primeira grande incorporação no pólo, a LANXESS tem se revelado traiçoeira e mais voraz nos ataques aos direitos dos trabalhadores. A imagem pintada desde o começo pela Lanxess tem o brilho do conto da sereia. Na prática ela desconstrói o que pinta destruindo a própria imagem. É o que mostram os fatos e os trabalhadores da DSM tem acompanhado, portanto, não há razões para nutrir ilusões.

MTE: Alteradas datas de reuniões

Os acordos coletivos com as suas cláusulas sociais seguem em aberto nas três unidades de elastômeros do país. As próximas reuniões ocorrerão no dia 16 em Pernambuco, dia 18 em Triunfo e, no Rio, a reunião que estava marcada para o dia 11 foi adiada a pedido da empresa e será realizada na semana entre os dias 23 e 27 de Maio.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD