> LANXESS “esquece” negociação e compra a DSM | Sindipolo

LANXESS “esquece” negociação e compra a DSM

PUBLICADO:

A Lanxess anunciou a aquisição da DSM Elastômeros, braço da holandesa Royal DSM. O negócio, de 310 milhões de euros, inclui duas fábricas, uma instalada aqui em Triunfo, e outra na Holanda. Esta é a segunda aquisição da LANXESS no Brasil que em 2007 adquiriu a Petroflex. Por isso podemos dizer que não é uma desconhecida entre os Petroquímicos gaúchos. Os trabalhadores devem ficar atentos, pois após a consolidação da compra da Petroflex ocorreram demissões em massa, principalmente nas unidades de Duque de Caxias e Cabo de Santo Agostinho, isto nas áreas operacionais. Em todas as áreas a empresa vem perdendo profissionais devido à continuidade dada à política de baixos salários da Petroflex.

Negociação parada

Na negociação do acordo coletivo deste ano tentou retirar direitos históricos, entre eles o abono de férias integral. Os trabalhadores das três unidades de elastômeros no país rejeitaram a proposta de acordo de maneira contundente apesar da manobra da empresa de tentar comprar votos um dia antes das assembléias. Ao que parece a LANXESS, que tem uma grande preocupação com a sua imagem, se preocupa apenas com a sua aparência esquecendo que a imagem de fato está na política posta em prática com os trabalhadores.

A proposta de acordo apresentada poderia ter sido rejeitada na mesa de negociação, pois era evidente que seria rejeitada pelo ataque que representava. Mesmo assim, já passados 15 dias da rejeição a empresa silencia parecendo querer um confronto. Enquanto isto, comprovando sua ótima fase, compra a DSM deixando mais claro ainda o quanto é injustificável a sua proposta de acordo.