> Lanxess diz que desconhece Proposta | Sindipolo

Lanxess diz que desconhece Proposta

PUBLICADO:

O que estamos constatando na negociação com a LANXESS neste momento é a produção artificial de motivos para não negociar. Nem nos piores tempos de estatal da Petroflex vimos tal apego a formalismos para ganhar tempo e paralelamente correndo pressão para impor um acordo rebaixado.

Por incrível que pareça, a empresa, na reunião do dia 18 de maio, disse DESCONHECER a proposta que os trabalhadores têm para avançar na negociação. O motivo para a empresa é simples, como uma “certa fórmula”: Ela não estava negociando quando a recebeu e quando falamos nela. Com isso o resultado da reunião foi tão somente a decisão de formalização da proposta e o seu envio à empresa. Em Pernambuco e no Rio as reuniões também foram mais ou menos nessa linha.

As cláusulas onde deveríamos seguir negociando haviam sido enviadas à empresa já no dia 25 de fevereiro, sete dias depois de recebermos a minuta. Como a empresa não respondeu procuramos a intermediação do SINDIQUIM/FIERGS no dia 3 de março. Reforçamos o pedido de interveniência daquela entidade por escrito no dia seguinte. O que não é somente um detalhe é que nesta correspondência já dissemos os pontos básicos para dar seqüência à negociação e, na própria reunião do dia 25 com a empresa e o SINDIQUIM, destacamos a proposta para avançar.

 

Voltamos no tempo

Em nome de um “capricho” da LANXESS, no próximo dia 7 de junho – data da próxima reunião, portanto 76 dias depois, estaremos voltando ao ponto em que estávamos no dia 25 de março. Segundo a empresa os fatos do dia 25, “não existem”, pois não estávamos em negociação.

 

Subterfúgios

É óbvio que tudo isso neste momento é subterfúgio por que ela quer ver o acordo da forma que está aprovado a qualquer custo.  Já no dia 18 daquele mês, a empresa não pode estar presente na reunião com intermediação do SINDIQUIM justamente porque estava ocupada reunindo os trabalhadores no Rio para lhes dizer que com a rejeição estavam encerradas as negociações.

Apesar da empresa estar ciente da proposta, protocolamos na sexta-feira passada novamente – agora “em negociação” – a nossa proposta.

Enquanto isso segue a produção. Com dedicação, empenho, preocupação com qualidade e… os piores salários do pólo. De vez em quando um “parabéns”, junto à apresentação de magníficos resultados alcançados pela empresa, pedidos de palmas e… o pior ACORDO do pólo.

Quando se trata de verdadeiramente valorizar os trabalhadores pelo acordo que regra as suas vidas, vem à tona a verdade: Para a LANXESS os trabalhadores são idiotas. Não basta receberem os piores salários do pólo, quer meter goela abaixo um acordo rebaixado para garantir que sigam também como o pior acordo.