LANXESS “AUMENTA COMPETITIVIDADE” COM DEMISSÕES

PUBLICADO:

Não demorou a afetar os trabalhadores a crise por que passa a LANXESS. Sob o título de “LANXESS aumenta a competitividade”, no site da empresa, esta anuncia reestruturação com o corte de cerca de mil empregos até o final de 2015 e venda de ativos não estratégicos. Os cortes de emprego, que já ocorreram na LANXESS KELTAN (antiga DSM) resultarão de um “programa de demissão voluntária, que inclui pacotes de aposentaria precoce e pagamento de indenizações”. O Resultado será de 1000 demissões em todo o mundo e segundo a empresa “Todas as medidas estão sendo coordenadas com os representantes dos trabalhadores”.

O “papel” aceita tudo

Durante reunião ocorrida recentemente onde estava em pauta a situação da LANXESS não houve, em nenhum momento referência a demissões. De forma que a propalada “coordenação” no comunicado significa rigorosamente NADA. Além de não ter falado em demissões muito menos se discutiu acerca de alternativas a estas.  E como já é prática da empresa no RJ e PE, a LANXESS aproveitou para demitir também um dirigente sindical.

Em contato com representante da empresa, houve garantia de que as demissões “por enquanto” são essas, o que já que não traz garantias só aumenta inquietação. O clima de insegurança não favorece a ninguém, e se a LANXESS quer dar a entender ao grande público que mantém boa relação com “os representantes dos trabalhadores” tem que efetivamente dialogar.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD