> IMPOSTO SINDICAL: RECOLHER AO SINDICATO QUE DE FATO REPRESENTA OS PETROQUÍMICOS | Sindipolo

IMPOSTO SINDICAL: RECOLHER AO SINDICATO QUE DE FATO REPRESENTA OS PETROQUÍMICOS

PUBLICADO:

Figura1

No mês de março de cada ano, é feito de cada trabalhador, o desconto do IMPOSTO SINDICAL no valor de um dia de trabalho. Este imposto deve ser des­contado para o sindicato da categoria predominante em cada empresa, que no nosso caso é o SINDIPOLO. Do que é descontado é repassado ao Sindicato 60% do valor. O restante vai para fede­ração, confederação e Ministério do Tra­balho e Emprego (FAT).

No início do ano, as empresas lar­gam comunicados informando sobre a possibilidade de desconto de pagamen­to do Imposto Sindical aos chamados sindicatos de categorias diferenciadas e citam engenheiros, químicos, adminis­tradores e outros. Estes sindicatos não têm qualquer relação com a categoria. Não defendem seus direitos, seus em­pregos ou questões relativas à saúde e segurança, por exemplo.

Além das empresas, alguns sindica­tos de categoria diferenciada têm en­viado formulário para os trabalhadores quase que “obrigando” e constrangendo a recolher o imposto a estas entidades.

Nos contatos feitos ao sindicato, te­mos informado que, diferente dos con­selhos regionais (CREA, CRQ e outros), o pagamento aos sindicatos de catego­ria diferenciada NÃO É OBRIGATÓRIO como tentam passar algumas entidades.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD