> Extraturno: É preciso agilizar o processo | Sindipolo

Extraturno: É preciso agilizar o processo

PUBLICADO:

Logo que foram concluídas as assembleias realizadas de 5 e 7 de agosto, solicitamos reunião com a Braskem para formalizarmos o que foi decidido.

Nestas, 90% dos turneiros rejeitaram a proposta de EXTRATURNO da Braskem de 17 minutos e, praticamente por unanimidade, aprovaram uma  contraproposta.

A negociação do EXTRA-TURNO está num estágio de  afunilamento. Já houve duas rodadas de negociações e de assembleias, onde a quase totalidade dos turneiros rejeitaram as propostas de 15 e 17 minutos, apresentadas pela Braskem, e aprovaram as contrapropostas a serem levadas à empresa.

É importante darmos sequência à negociação, para garantir, no menor tempo possível, o fechamento do Acordo de EXTRATURNO.

 

INTENSO DEBATE

O debate entre os turneiros é intenso, tanto por parte daqueles 10% que aprovaram os 17 minutos, quanto pelos 90% que rejeitaram. Isso mostra que os turneiros estão atentos e acompanhando a negociação e todos têm interesse na sua agilização e conclusão.

A partir do que foi decidido pelos turneiros, nossa expectativa é de que a Braskem evolua na sua proposta. Ficou evidente, pela proporção da decisão das assembleias, que o tempo médio para a passagem do turno tem que ser maior, pois o que é praticado hoje, é insuficiente. Portanto, há necessidade de uma proposta melhor para encerrar o processo.