> ENCERRADA A NEGOCIAÇÃO SALARIAL | Sindipolo

ENCERRADA A NEGOCIAÇÃO SALARIAL

PUBLICADO:

Processo encerrado com aprovação da proposta apresentada pelas empresas

por 85% dos participantes das assembleias e rejeitada por 15%

Nas assembleias realiza­das durante a semana pas­sada, os trabalhadores das empresas Lanxess (Arlan­xeo), Videolar-Innova, Oxi­teno e Braskem aprovaram a proposta apresentada pe­las empresas para o Acordo Coletivo Geral de Trabalho no período 2015/2016.

A proposta foi aprova­da por cerca de 85% dos participantes e rejeitada por cerca de 15%. Ainda na sexta-feira (15), informa­mos ao Sindiquim (Sindica­to das Indústrias Químicas no Estado do Rio Grande do Sul) e solicitamos reu­nião para formalizar ao Sindiquim e às empresas a decisão da categoria, para início do andamento dos respectivos trâmites formais para fechamento do Acordo. A reunião está agendada para a quarta­-feira, dia 20.

Com isto, encerramos um processo de negocia­ção que iniciou no dia 5 de agosto de 2015, quan­do apresentamos a pauta de reivindicações ao Sindi­quim para o devido trata­mento junto as empresas.

 

Acordo Coletivo por 1 ano;

12% de reajuste no auxí­lio educação com compro­vação das despesas com educação;

O seguro aposentando passa de 42 meses para 48;

Licença maternidade de 180 dias, também para mães adotantes;

Regramentos com vis­tas a igualdade de gênero, neste caso, referindo con­tratações, oportunidade de evolução nas empresas, salários, entre outros.

Na proposta também foi apresentada uma cláusula referente a LANXESS, es­tabelecendo que frente as tratativas entre a Lanxess e o Sindicato, com vistas a um acordo em separado, se este for estabelecido, o mesmo substitui o presen­te instrumento;

Além disso, na proposta estão os 9,9% de reajuste salarial até R$ 8.711,86 e acima disto um valor fixo de R$ 862,47 e também re­ajuste de 9,9% para o auxí­lio-creche/acompanhante, assim como para o auxílio por filho com necessida­des especiais;

Manutenção de todas as conquistas do Acordo Coletivo vigente de 1º de Outubro de 2013 a 30 de setembro de 2015.

 

CONTRIBUIÇÃO ESPONTÂNEA

Durante as assembleias referentes a negociação salarial, a categoria também aprovou, por praticamente unanimida­de, uma CONTRIBUIÇÃO ESPONTÂNEA em favor do SINDI­POLO. O valor da contribuição é de 0,1% do salário básico dos trabalhadores durante o período de vigência do Acordo (1º de outubro de 2015 a 30 de setembro de 2016) e até o fechamento de um novo Acordo a ser celebrado para o pe­ríodo de 1º de outubro de 2016 em diante.

Como é contribuição espontânea, mesmo que tenha sido aprovada por praticamente unanimidade nas assem­bleias, quem porventura quiser se opor ao desconto, poderá enviar às empresas uma carta feita de próprio punho, desau­torizando o desconto até 20 dias a contar do dia 20 de abril de 2016, quando será formalizada a decisão ao Sindiquim.