> ENCERRADA A NEGOCIAÇÃO “EXTRATURNO” BRASKEM | Sindipolo

ENCERRADA A NEGOCIAÇÃO “EXTRATURNO” BRASKEM

PUBLICADO:

Com a aprovação pelos trabalhadores do ADM na assembleia realizada dia 10, foi encerrada a negociação do “Acordo de Extraturno”, que trata:

do controle da jornada de trabalho por exceção (sem o registro do ponto);

Do tempo de passagem de turno (Extraturno) de 15,5 minutos;

Da inclusão do prêmio de férias de 13,34% no Acordo do “Extraturno”.

Reiteramos, ainda, que a implantação dos 15,5 minutos como tempo de passagem de turno ocorrerá a partir de 1º de outubro.

GRATIFICAÇÃO DE FÉRIAS BRASKEM

Como ainda tem surgido algumas dúvidas sobre o que significam os 13,34% do prêmio de férias que está no Acordo de Extraturno, detalhamos abaixo a composição integral da gratificação de férias que é de 113,34% de um salário para os trabalhadores da Braskem:

A gratificação de 100% é composta por:

1/3 (33,33%) de um salário previsto na Constituição Federal de 1988;

2/3 (66,66%), este item mais o 1/3 de cima totalizam os 3/3 compõem os 100% de gratificação de férias do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), que abrange os trabalhadores de todas as empresas do Polo.

Além destes 100%, temos reivindicado nas nossas pautas, mais 13,34%, quando buscamos 80% de um salário como gratificação de férias, mais 33,34% (1/3) de um salário, conforme estabelece a lei, que corresponde a uma gratificação total de férias de 113,34% de um salário.

É esta reivindicação que na negociação do Extraturno em 2015, foi atendida pela Braskem. Com isso, a gratificação de férias total para os trabalhadores da Braskem ficou em 113,34%, composto por 13,34% no Acordo de Extraturno e os outros 100% assegurados no Acordo Geral.

 

 

Reuniões de negociação

na próxima semana

 

No próximo, dia 23 teremos reunião de negociação com a Arlanxeo (DB Setembro) e, dia 25, com a Braskem, Innova e Oxiteno (DB Outubro). Nossa pauta de reivindicações foi entregue ao Sindiquim imediatamente após as assembleias

Lembramos que este ano serão tratadas as questões econômicas do Acordo Coletivo, que tem vigência de 2018/2020, conforme a pauta abaixo, aprovada pelos trabalhadores.

Os reajustes dos salários e auxílios, tem como referência a inflação acumulada em agosto de 2019, medida pelo INPC, que ficou em 3,28% (conforme quadro acima).

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES

PARA datas base setembro e outubro

Reajuste salarial pelo INPC dos últimos 12 meses + 5% de reposição de perdas pelo custo de vida da categoria;

Reajuste do piso salarial pelo INPC + 5% aumento real;

Reajuste para os benefícios/auxílios educação, creche, filho com deficiência e outros praticados pelas empresas, também pelo INPC acumulado nos últimos 12 meses + 5%.