> Empresa condenada por impedir seus trabalhadores de se sindicalizarem | Sindipolo

Empresa condenada por impedir seus trabalhadores de se sindicalizarem

PUBLICADO:

A Gontijo transportes Rodoviários(MG) terá de pagar R$ 300 mil por danos morais coletivos, por pressionar contra o direito à liberdade sindical de seus empregados. A 2ª Turma do TST, manteve acórdão do TRT-3 que julgou ação civil pública proposta pelo Ministério Público do Trabalho de Minas Gerais. A ação foi a partir da denúncia de um trabalhador que buscava emprego na empresa. Segundo a denúncia, a Gontijo, ao contratar seus trabalhadores, exigia que eles assinassem declaração de não fazerem parte de diretoria ou organização sindical. O MPT considerou essa conduta da empresa como ofensa à liberdade sindical e ao direito de associação estabelecido na Constituição Federal, além de prática discriminatória contra dirigentes e membros de conselhos sindicais.