> ELEIÇÕES PARA CIPA NA BRASKEM/UNPOL | Sindipolo

ELEIÇÕES PARA CIPA NA BRASKEM/UNPOL

PUBLICADO:

Começou na terça, dia 21 e se estende até o dia 23 de outubro, a eleição para escolher os representantes da CIPA na UNPOL.

A CIPA é formada por representantes dos trabalhadores e das empresas. No primeiro caso, o membro é eleito pelo voto direto. No caso das empresas, os ciprios  são indicados e são elas também que indicam o presidente da Comissão. Se para as empresas esta questão se trata, na maioria dos casos, de mero cumprimento da legislação, para os trabalhadores é uma questão fundamental. Trata-se de uma ferramenta de proteção coletiva que precisa ser tratada com seriedade e dedicação. É uma conquista de todos os trabalhadores e tema diretamente relacionado a saúde e segurança.

Através da CIPA podemos incidir e debater de forma direta as situações que envolvem  saúde e segurança e definir ações que assegurem um  ambiente de trabalho com melhorias contínuas.

Acompanhamento do Sindicato

O Sindicato sempre acompanha as eleições da CIPA, não só para garantir a lisura do processo, mas também debater com os trabalhadores a importância de seu envolvimento neste momento e a necessidade de que os membros que forem eleitos representem, de fato, um compromisso com os trabalhadores e as questões de segurança. Já vivemos situações onde os “indicados” para concorrer eram “convidados”  para defender os interesses das empresas. O que temos que garantir é que isso não aconteça.

Daí, a necessidade de conhecermos bem quem está concorrendo e o seu comprometimento efetivo com a segurança e saúde dos trabalhadores. A CIPA tem uma fundamental importância em situações como identificar riscos, fazer inspeções, participar das investigações de acidentes, entre outras ações relacionadas à segurança e saúde de todos.

Portanto, os CIPEIROS a serem eleitos têm que ter como princípio, o compromisso com as questões coletivas, que considere o  ponto de vista dos trabalhadores e que possam atuar com isenção, independência e autonomia em relação à “vontade” das empresas.