> ELEIÇÃO PARA CIPA DA BRASKEM UNPOL SERÃO ESTA SEMANA, DE 25 A 27/10 | Sindipolo

ELEIÇÃO PARA CIPA DA BRASKEM UNPOL SERÃO ESTA SEMANA, DE 25 A 27/10

PUBLICADO:

Encerraram dia 18 de ou­tubro as inscrições para a elei­ção das CIPAS das unidades da Braskem PP1/PP2/PE5 e PE4/PE6. A lista com os inscritos foi publicada no dia 20/10.

ELEIÇÕES OCORREM ENTRE OS DIAS 25 E 27

As duas eleições aconte­cem esta semana e iniciam já nesta terça, dia 25 e vão até a quinta, dia 27 de outubro. A votação será eletrônica. O resultado com a divulgação os eleitos será dia 28/10.

Na PP1/PP2/PE5 os re­presentantes dos trabalha­dores eleitos serão de cinco titulares e quatro suplentes. Já na PE4/PE6 serão quatro titulares e três suplentes.

O curso de Cipeiro para quem for eleito ocorrerá em novembro e a posse será em dezembro de 2016.

IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO

O Sindicato reitera aos aos trabalhadores a importân­cia da participação na eleição para escolha dos membros da CIPA. Chama a atenção para que os trabalhadores se informem sobre quem está concorrendo, a sua postura frente as situações de riscos nas empresas e como age no sentido de melhorar as condi­ções de trabalho, de saúde e de segurança de todos.

É comum as empresas ten­tarem fazer eleger quem esteja de acordo em defender o pon­to de vista e interesses delas e não é isto que necessitamos. Na CIPA precisamos pessoas efetivamente comprometidas com a segurança, que tenham uma visão independente da empresa e que atuem no sentido de buscar garantir um ambiente seguro para todos. Assim, antes de votar, busque conhecer os candidatos, ana­lisar sua trajetória e suas posi­ções, principalmente, sobre o tema segurança.

DIRIGENTES SINDICAIS

CONCORREM A CIPA

Como nas eleições anteriores, nesta também tem diri­gentes concorrendo. Esta prática é em função da necessidade cada vez maior de que os membros da CIPA possam atuar com autonomia e independência em relação à empresa, le­vando em conta o ponto de vista dos trabalhadores.

A participação dos dirigentes objetiva apoiar e ajudar as Comissões e os demais cipeiros nos trabalhos a serem de­senvolvidos. Os dirigentes sindicais, por não terem o mesmo nível de exposição que os demais cipeiros, tem algumas ga­rantias e condições que lhes permite ser mais contundentes nas ações e no enfrentamento com as empresas, já que não estão sujeitos a eventuais represálias por parte delas.

EMPRESAS TENTAM INTERFERIR NA ELEIÇÃO DAS CIPAs

Nas eleições para CIPA, com frequência as empresas ten­tam interferir no processo de escolha dos representantes dos trabalhadores. É comum se ouvir que o candidato “a”, “b” ou “c” foi indicado pela chefia – consequentemente pela empre­sa – a concorrer e representam esta ou aquela unidade.

Muitas vezes as pessoas não sabem nem por que ou se­quer sabiam que estavam inscritos para concorrer a CIPA. Isto é uma atitude inaceitável por parte das empresas.

Os representantes dos trabalhadores na CIPA, tanto quem vai concorrer, como quem vai votar, conforme esta­belece a NR 5 é de iniciativa dos trabalhadores. As empresas não podem interferir neste processo. Nos casos em que for comprovado este tipo de atitude, o Sindicato irá acionar a SRTE para garantir a normalidade do processo eleitoral.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD