> DISCRIMINAÇÃO NA PREDIAL | Sindipolo

DISCRIMINAÇÃO NA PREDIAL

PUBLICADO:

No grupo GPS ( Predial ) há muita discriminação. A In-Haus, tem o maior em número de trabalhadores. Estes recebem Vale Refeição (VR) é de R$ 100,00 se não tiverem acidentes dentro de sua área e se não tiverem prejuízo. Os Ensacadores 1, ganham bônus de R$ 115,00 se não tiverem falta ou  atestado.

Mas segundo denúncias dos trabalhadores, o pessoal da limpeza da Infra Serviços, ganha um vergonhoso VR de R$ 30,00. São sobrecarregados e muitos usam uniformes desgastados. A GPS não fornece uniformes novos, nem para os trabalhadores da In-Haus e Predial (Portarias e Vigilantes).

Pior transporte

Além disso, a GPS é a empresa do Polo com o pior transporte de trabalhadores. Os ônibus estão com pneus carecas e sem ar condicionado. As janelas não fecham ou não abrem, além de chover dentro dos veículos. Os bancos não inclinam, os cintos de segurança não funcionam e outros deixam as pessoas presas. Nos dias de chuva, os trabalhadores esperam na chuva na PP2/PE5 pois não tem abrigos de proteção.

A empresa alardeia que a Braskem faz inspeção nos ônibus. Só que os problemas salta aos olhos. E os trabalhadores continuam enfrentando esse cruel e inseguro transporte.

Onde vamos chegar?

Trabalhadores que para continuar na empresa tem que ganhar bônus; vigilantes que fazem 12h de trabalho e não ganham lanche, trabalham em lugares que não é sua função e não ganham nada a mais por isso, são alguns dos absurdos. Além disso, a informação é que a Braskem paga para os funcionários ganharem o VR. Mas qualquer coisa que aconteça, a Predial não repassa o valor. Se a Braskem paga o VR, como pode ele ser descontado?

O Grupo Predial, até por questão de justiça, deve tratar de forma igual todos os seus trabalhadores. Ou seja, garantir que todos tenham as melhores condições de salário e de trabalho.