> CONSTATADO BENZENO NO SITEL | Sindipolo

CONSTATADO BENZENO NO SITEL

PUBLICADO:

O Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro) constataram a presença de benzeno na estação da Superintendência de Tratamento de Efluentes Líquidos (Sitel) da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), no Polo Petroquímico.

A investigação do MPT começou depois que a estação de tratamento recebeu grande volume de efluentes líquidos com altas concentrações de benzeno, decorrente de um vazamento de gasolina da Braskem, ocorrido em agosto de 2008.  Como a empresa demorou a avisar sobre o acidente, os trabalhadores só foram retirados tardiamente da Sitel, tendo ficado expostos de maneira prolongada à substância cancerígena.

Durante a diligência do MPT, foram medidos nove pontos da estação de trata-mento e foi constatado presença de benzeno em três.

A procuradora do Trabalho Enéria Thomazini solicitou estudo técnico pela Funda-centro sobre a exposição dos 70 trabalhadores da Sitel ao benzeno. Para a procura-dora, os efeitos da exposição ao benzeno não são afastados totalmente pelo uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) e qualquer exposição provoca efeitos tóxicos no organismo. Por isso, é fundamental adotar medidas no sentido de monitorar a saúde dos trabalhadores expostos, por meio de monitoramentos ambientais e exames clínicos e laboratoriais periódicos.

A partir do relatório da Fundacentro, será possível avaliar as condutas a serem adotadas pela empresa nesse sentido. A pesquisadora da Fundacentro, Arline Sydneia Abel Arcuri, integrante da Comissão Nacional Permanente do Benzeno (CNPBz) demonstrou satisfação pelo fato da Sitel estar começando a aplicar o “Acordo do Benzeno”.

O Acordo prevê um conjunto de ações, atribuições e procedimentos para a prevenção da exposição ocupacional ao benzeno, visando à proteção da saúde do trabalhador.

111111111111