> Cláusula 4ª Braskem/BA | Sindipolo

Cláusula 4ª Braskem/BA

PUBLICADO:

Depois de cinco dias de manifestações, com acampamento no pátio da fábrica, os trabalhadores da Braskem UNIB do Pólo de Camaçari conquistaram uma vitória: arrancaram da empresa o compromisso, por escrito, de apresentar uma proposta oficial para o pagamento da clásula 4ª. Diante disso foram suspensas as mobilizações.
Em junho foram realizadas várias reuniões para chegar a um acordo sobre uma proposta, mas a Braskem, sem dar explicações, voltou atrás, criando o impasse. A falta de palavra da Braskem revoltou os trabalhadores.
Esta é a terceira mobilização convocada pelo Sindicato dos Químicos e Petroleiros da Bahia para pressionar a Braskem em relação a cláusula 4ª . O processo tramita no STF e, em março, o órgão deu um prazo de 90 dias para que os trabalhadores e a empresa chegassem a um entendimento. Mas o prazo terminou em 3 de junho sem proposta da empresa.