CATEGORIA REAJE!

PUBLICADO:

A categoria realizou, na sexta, 6,  manifestação na rótula de acesso ao SITEL. O objetivo foi demonstrar a insatisfação com o tratamento que as empresas vêm dando à negociação,  e ao padrão de propostas apresentadas.

A atividade, que durou cerca de três horas, reuniu praticamente todos os trabalhadores do ADM das cinco empresas que estamos negociando e do grupo de turno que entrava às 8h.

Os trabalhadores não aceitam a imposição de  escalona-mento no reajuste salarial, a não extensão do AUXÍLIO EDUCAÇÃO para os trabalhadores da Innova, Lanxess KELL, Borealis e Oxiteno e do valor do auxílio; do atual abono de férias;  do auxílio-creche não extensivo aos trabalhadores; não garantirem o vale alimentação, entre outras questões.

Contraproposta

Na manifestação foi realizada uma assembleia, que, por unanimidade, rejeitou a proposta apresentada pelas empresas na reunião do dia 3 de dezembro de reajuste salarial de 7,6%, escalonado até o salário básico de R$ 7.356,24 e acima disto, um valor fixo de R$ 559,07, e outras questões.

A categoria, também por unanimidade, aprovou uma contraproposta que busca um reajuste salarial de 8%, sem escalonamento, e outros itens, conforme quadro ao lado, e a manutenção das conquistas do atual Acordo Coletivo.

Para agilizar a negociação, ainda na sexta-feira, 6, formalizamos às empresas, a decisão da assembleia. Também pedimos  brevidade no agendamento de nova reunião de negociação.

CONTRAPROPOSTA APROVADA

Reajuste salarial de 8%, sem escalonamento;

Auxílio Educação de R$ 3.265,85/ano para os trabalhadores da Braskem, Innova, Lanxess KELL, Borealis e Oxiteno;

Abono de férias de 80% de um salário + 1/3 de lei;

Extensão do auxílio-creche também para o Trabalhador (homem);

Vale Alimentação (VA) mensal de R$ 250,00.

 

Demonstração de unidade, revolta e disposição de luta

A manifestação foi uma demonstração vigorosa da unidade dos trabalhadores e sua profunda revolta pelo tratamento que as empresas vêm dando à negociação e as  propostas  apresentadas.

Sem dúvida, para a categoria, ficou evidente que só a unidade e a demonstração de disposição de lutar é que garantem um reajuste salarial satisfatório e os outros avanços que estão sendo buscados.

A manifestação deixa claro que se não houver evolução, conforme a contraproposta aprovada serão feitas outras atividades ainda mais vigorosas.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD