> CAMPANHA SALARIAL: AOS TRABALHADORES NÃO INTERESSA NEGOCIAÇÃO EM ABERTO… | Sindipolo

CAMPANHA SALARIAL: AOS TRABALHADORES NÃO INTERESSA NEGOCIAÇÃO EM ABERTO…

PUBLICADO:

Apesar dos trabalha­dores terem rejeitado a proposta da empresa de reajuste salarial pelo INPC de 1,73% (DB Setembro) e 1,63% (DB Outubro), a Oxi­teno, Braskem e Innova co­locaram a proposta rejeitada na folha de pagamento.

A atitude das empresas é a mesma de 2010, situação que deixa o Acordo em aberto e que não interessa aos trbalhadores e acreditamos que tam­bém não deve interessar às empresas.

A negociação tem objetivo de ga­rantir um reajuste satisfatório e avanços para os trabalhadores, que são os res­ponsáveis pelos resultados das empre­sas, o que no caso do setor petroquímico, em 2017, foram expressivos.

A proposta inicial dos trabalhado­res buscava reajuste pelo INPC mais 5% de aumento real e o mesmo reajuste para os auxílios (educação, creche e Pessoas Portadoras de Deficiência – PPD). Além disso, para os trabalhado­res da Arlanxeo também o OMO (Auxílio Odontológi­co e Oftalmológico).

As empresas, num pri­meiro momento, apresen­taram uma proposta de INPC escalonado e depois, o INPC sem escalonamento. Nas duas si­tuações os trabalhadores rejeitaram por unanimidade e aprovaram contrapro­postas de INPC + 3% sem escalonamen­to e, por último, INPC + 2% de aumento real para salário e auxílios.

Apesar da inclusão na folha de paga­mento, vamos continuar buscando meios e formas de garantir um fechamento do Acordo Coletivo, que tenha avanço na proposta das empresas e que garanta o fechamento da negociação.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD