> CAMPANHA SALARIAL | Sindipolo

CAMPANHA SALARIAL

PUBLICADO:

ASSEMBLEIAS UNIFICADAS PARA APRECIAR PROPOSTA

DE REAJUSTE SALARIAL PELO INPC E ESCALONADO

A proposta das empresas com DB Setembro é de 1,73% (INPC), até o salário básico de R$ 9.452,98, acima deste um valor fixo de R$ 163,54. Já a com DB Outubro, é de 1,63% (INPC) até um salário de R$ 9.509,00 e acima disso, uma parcela fixa de R$ 154,99. Os auxílios (creche, educação, pessoa portadora de deficiência, e OMO no caso da Arlanxeo) terão correção pelos mesmos percentuais dos reajustes salariais.

Durante esta semana, entre os dias 31 de outubro e 2 de novembro, serão realizadas ASSEMBLEIAS UNIFICADAS para apreciação das propostas das em­presas, considerando as Datas Bases (DB) Setembro e Outubro.

No caso da DB Setembro, a pro­posta da Arlanxeo foi de 1,73% (INPC), de reajuste até o salário basico de R$ 9.452,98, acima deste um valor fixo de R$ 163,54.

Já para a DB Outubro, a proposta das empresas Oxiteno, Innova e Braskem, foi de 1,63% (INPC) de reajuste até um sa­lário de R$ 9.509,00 e acima disso, uma parcela fixa de R$ 154,99.

Os auxílios (creche, educação, pes­soa portadora de deficiência, e OMO no caso da Arlanxeo), serão reajustados pelos mesmos percentuais dos reajus­tes salariais.

As propostas apresentadas pelas empresas de reajustar os salários em percentuais de 1,73% (DB Setembro) e 1,63% (DB Outubro), e além disso, ain­da escalonado, está muito abaixo da ex­pectativa dos trabalhadores, principal­mente como demonstramos na página 3, considerando que é a menor inflação acumulada desde a implantação do pla­no real.

O que estamos negociando não são reajustes salariais num cenário de INPC próximo aos 10%. Portanto, é uma opor­tunidade de as empresas assegurarem neste momento um ganho real aos sa­lários dos trabalhadores. Pelos percen­tuais de inflação, um aumento real teria um peso econômico pouco expressivo do ponto de vista das empresas, consi­derando os níveis de inflação.

Por isso, defendemos que as propostas das empresas devam ser rejeitadas nas as­sembleias que serão realizadas esta semana, e que devemos buscar reajustes salariais com aumento real.

A situação no setor petroquímico, diferente de muitos outros segmentos, é de significativos ganhos, como cita­mos na página 2. Portanto, não há jus­tificativa para as empresas não garan­tirem reajuste salarial satisfatório, com aumentos reais.

Mais uma vez reiteramos a importân­cia da unidade e disposição de luta da ca­tegoria, para assegurar o atendimento às nossas reivindicações.

AGENDA DAS ASSEMBLEIAS UNIFICADAS

TRABALHADORES DA ARLANXEO,

BRASKEM, INNOVA E OXITENO

PESSOAL DO ADM – 3ª feira, dia 31/10, às 7h30

ESCRITÓRIO/POA e TURNO OXITENO – 4ª feira, dia 1º/11, às 18h, no SINDIPOLO

TURNEIROS No Transbordo do Turno

GRUPO III – 2ª feira, dia 30/10, na entrada, às 24h

GRUPO IV – 3ª feira, dia 31/10, na saída, às 16h

GRUPO V – 3ª feira, dia 31/10, na saída, às 24h

GRUPO II – 4ª feira, dia 1º/11, na saída, às 16h

GRUPO I – 4ª feira, dia 1º/11, na entrada às 24h

TURNO DA ARLANXEO TSR: AGENDA DAS

ASSEMBLEIAS – NA PORTARIA DA EMPRESA

DIA 31/10 às 8h: GRUPO B na entrada e GRUPO D na saída.

DIA 01/11 a 0h: GRUPO A na entrada e GRUPO E na saída.
DIA 02/11 às 16h: GRUPO C na entrada.