> BRASKEM PROIBE USO DE BICICLETAS NA UNPOL | Sindipolo

BRASKEM PROIBE USO DE BICICLETAS NA UNPOL

PUBLICADO:

BRASKEM PROIBE USO DE  BICICLETAS NA UNPOL

E DIFICULTA VIDA DOS TRABALHADORES

Um acidente ocorrido em 5/11, com um trabalhador terceirizado utilizando bicicleta, a Braskem proibiu o uso deste veículo na PP2 e em outras unidades da UNPOL. Desde então, todo o pessoal destas unidades está sem bicicleta.

O uso de bicicletas para diversas atividades e deslocamento entre setores existe há mais de 20 anos. É uma medida que ajuda não só na questão do tempo, como facilita a vida do trabalhador quando é necessário carregar maletas e ferramentas pesadas, por exemplo.

Hoje todo o pessoal de operação precisa levar amostras a pé até o laboratório, deixando a área descoberta por, aproximadamente, 20 minutos. O pessoal de manutenção e os que trabalham nas ilhas (atendem a unidade a PE2 e P5 também tem que atender a PP1), estão em situação ainda pior, pois tem que atender outras unidades e fazer o deslocamento carregando sacolas de ferramentas de cerca de 15kg.

Isto sem falar que o deslocamento até o Almoxarifado para a busca de peças leva 15 minutos, se for caminhando rápido, só num trajeto. Somando ida e volta, pode passar dos 30 minutos, carregando peças.  A mesma situação ocorre na Instrumentação, Calderaria, Elétrica, Mecânica, enfim, a UNPOL inteira enfrenta esta dificuldade.

Assim, é importante que as causas do acidente sejam apuradas, mas a Braskem tem que rever sua posição em relação a esta decisão. As medidas a serem adotadas pela empresa têm que ser no sentido de facilitar a vida dos trabalhadores e não de penalizar ainda mais. Os trabalhadores defendem que seja mantido o uso das bicicletas, ou que se adote um outro tipo de veículo que permita a locomoção como, por exemplos, carrinhos elétricos.

111111111111