ASSÉDIO MORAL NÃO!

PUBLICADO:

O ASSÉDIO MORAL vem sendo combatido pelo Sindipolo há muito tempo. Iniciou com uma Oficina Internacional durante o Fórum Social Mundial de 2001, sediada pelo Sindipolo. Inclusive, foi uma das primeiras entidades a tratar o tema em cláusula de Acordo Coletivo no RS.

O combate a prática está na agenda de lutas da entidade. Entre outras ações, sistematicamente denunciamos casos de condenação por assédio moral nos boletins.

Entre estas denúncias constantemente noticiamos as envolvendo o Bradesco, que frequentemente ocupa as páginas do Em Dia. O tema também é frenquentemente abordado nas palestras do Sindicato na SIPAT.

Neste caso, inclusive, através de uma ação do Ministério Público do Trabalho, o banco foi condenado a pagar R$ 1 milhão de indenização por danos morais coletivos por ações discriminatórias contra dirigentes sindicais e ter atitudes que dificultem a participação de seus empregados nas atividades sindicais.

ASSÉDIO no Polo

Na nossa categoria é freqüente a prática de ASSÉDIO MORAL. As empresas do Polo que mais temos combatido o ASSÉDIO MORAL tem sido a Braskem, mas principalmente, a Oxiteno.




DESENVOLVIMENTO BY
KOD